<
>

Markus Maluko revela detalhes dos bastidores de seu corte do UFC Las Vegas

Da empolgação por voltar a atuar pelo UFC após o adiamento de uma luta devido à pandemia de coronavírus, à frustração de não poder se apresentar. Essa foi a montanha-russa de sentimentos que Markus Maluko encarou nesta sexta-feira (31). O paulista encararia Eric Spicely no evento deste sábado, em Las Vegas (EUA), mas viu seu adversário original e o substituto de última hora não terem condições de bater o peso, fato que culminou com o cancelamento do confronto.

A confusão começou quando Eric Spicely pediu por um duelo em peso-casado, pouco antes de revelar que não teria condições de se apresentar. Com a retirada do atleta do card, o Ultimate agiu rápido e colocou Charlie Ontiveros como substituto. No entanto, ele também enfrentou problemas no corte de peso e foi impedido pela Comissão Atlética de Nevada – órgão regulador de todos os eventos em Las Vegas – até mesmo de se pesar na balança. Atento a toda a situação, Maluko, em entrevista exclusiva à reportagem da Ag.Fight, não escondeu a tristeza de ficar de fora do show após todo o esforço que fez durante os últimos meses.

“Foi o melhor camp que eu já tive. Tive dois trabalhos, fiz muita coisa para estar aqui. É como se você tivesse juntado dinheiro a vida toda e de repente você morre. Tem todo aquele dinheiro e não pode usar. É uma coisa que não tenho palavras. Nunca tinha acontecido. Era um cara que pediu para ser outro peso, eu aceitei e depois falou que não queria mais, que não estava bem de cabeça. Aí colocaram outro, não conseguiu bater o peso e falaram que não podia. Fico muito triste. Fiz tudo para chegar no sábado, na minha luta, no octógono e sair na mão. E isso não vai acontecer. Não vou jogar tudo fora, porque tive experiências maravilhosas, mas ficamos tristes e fica entalado”, lamentou.

Como a sua retirada do card foi motivada por fatores não controlados pelo atleta, duas questões ainda ficavam no ar logo após a confirmação do cancelamento do confronto: o brasileiro receberia a bolsa integral pela sua participação? e em qual data ele já pode voltar a fazer parte dos planos do evento. A primeira, de acordo com Markus, ainda não foi debatida entre seu empresário e o show. Sobre o segundo tema, no entanto, o peso-médio (84 kg) revelou que por pouco não foi escalado para o evento da próxima semana, além de contar com a promessa da franquia de poder atuar novamente em um mês.

“Nem perguntei sobre negócio de dinheiro, mas sim de luta, de quando eu poderia lutar. Falaram que eu poderia lutar na semana que vem. Depois voltaram atrás, porque o evento estava cheio e estava tudo pronto. Disseram que daqui a um mês botam para lutar. Vamos ver e esperar eles mandarem alguma coisa”, afirmou.

Markus Maluko já estava pronto para fazer a famosa encarada após a pesagem. Uma prova disso é que ele novamente usou a maquiagem do personagem Coringa, assim como fez em novembro de 2019, no UFC São Paulo. Através das redes sociais (veja abaixo), o brasileiro divulgou um vídeo em que aparece já caracterizado como o arquirrival do Batman.