<
>

UFC: Dono da 'ATT' sugere que Joanna só volte a lutar se for pelo cinturão

Em março deste ano, Joanna Jedrzejczyk e Zhang Weili travaram uma das melhores lutas da história do MMA feminino, que terminou com triunfo da atleta chinesa, que manteve o cinturão peso-palha (52 kg) do UFC por decisão unânime dos jurados após cinco rounds eletrizantes. Depois de perder a chance de reconquistar o título, a polonesa segue sem adversária para seu próximo compromisso dentro do octógono. E no que depender do desejo de Dan Lambert, dono da American Top Team, ela só retorna sob um único cenário.

Em entrevista ao programa ‘Just Scrap Radio’ do site ‘BJPenn.com’, o executivo da ‘ATT’ recordou o combate do UFC 247 e afirmou que essa revanche iria atrair os olhares do público. No entanto, ciente dos planos do Ultimate para a próxima disputa de Zhang, com Rose Namajunas como favorita a assumir o posto de desafiante, Lambert afirmou que Joanna deveria esperar o desenrolar deste embate para encarar a vencedora.

“Essa é a melhor luta feminina de todos os tempos, mas vai além disso. Foi uma ótima luta e todo mundo quer vê-la novamente. Acho que o UFC está inclinado a dar a Rose a próxima chance, para que Joanna se sente e veja o que acontece. Não acho que faça muito sentido para ela algo além de lutar pelo título. Eu ficaria surpreso se ela lutar novamente, sem ser a disputa pelo título. Não conheço outra luta que faça sentido”, afirmou.

Ex-campeã peso-palha do UFC, Joanna Jedrzejczyk reinou soberana na categoria entre março de 2015 e novembro de 2017, até ser superada por Rose Namajunas e perder o cinturão. Desde então, a polonesa – que soma 16 vitórias e quatro reveses em seu cartel – falhou em todas as três tentativas de conquistar novamente um título do Ultimate, duas vezes pela categoria até 52 kg e uma no peso-mosca (57 kg).