<
>

Triatlo indoor: Pandemia força criatividade e acaba em opção para atletas de primeira viagem

As etapas mundiais do IronMan e do IronMan 70.3 (prova de meia distância) de 2020 já haviam sido adiadas para o começo de 2021, mas com o avanço da pandemia de coronavírus, as provas foram canceladas em definitivo no dia 21 de julho, com esperança de realização apenas em setembro do ano que vem.

O cenário é semelhante no Brasil.

Com isto, a Unlimited Sports, organizadora dos eventos de IronMan no país, teve de achar uma maneira de manter o triatlo e seus atletas ativos nesse período.

E a alternativa encontrada foi o Triday Series Indoor, um evento que, durante o mês de julho, recebeu atletas para a realização de triatlo dentro de um espaço fechado. Localizado no bairro do Morumbi, em São Paulo, o local está preparado com uma piscina aquecida, com raia de 25 metros, e as últimas tecnologias em questão de rolo de bicicleta eletrônico e esteira.

O evento funciona da seguinte forma: o atleta paga o valor de R$ 249,90 da inscrição (que também garante medalha e camiseta de conclusão) e agenda sua prova controlada, escolhendo as opções de triatlo Sprint - 750 metros de natação, 20 quilômetros de ciclismo e 5km de corrida - ou Olímpico - o dobro, 1,5 km, 40km e 10km. Respeitando os protocolos da COVID-19, apenas oito pessoas podem realizar a prova por dia, com distância de horários.

"Surgiu como uma solução", explicou Carlos Galvão, CEO da Unlimited Sports, em entrevista ao ESPN.com.br. "A fim de oferecer aos atletas que estão parados há muito tempo uma opção segura de triatlo, num ambiente controlado, e que, sem dúvida nenhuma, também atende os atletas que querem conhecer a modalidade."

Esse último perfil descrito, dos que querem conhecer a modalidade, tem sido o mais procurado, já que mais da metade dos que realizaram a prova até agora nunca tinha feito nenhuma ação de triatlo. É o caso de Gabriel Vieira (personagem do vídeo no topo desta matéria), de 31 anos, atleta de jiu-jitsu e que não podia praticar sua modalidade durante a quarentena.

O ponto de partida do interesse de Gabriel pelo triatlo foi o filme 100 Metros, que conta a história real de Ramón Arroyo. Este, após ser diagnosticado com esclerose múltipla, decidiu testar seus limites em uma prova de IronMan.

"O filme me inspirou", contou à reportagem. "Decidi treinar para fazer o IronMan... Me deu essa loucura na cabeça. Havia umas três semanas que eu tinha começado a treinar com uma assessoria e estava seguindo o perfil da IronMan Brasil, que publicou sobre o evento indoor. Foi meu primeiro e único por enquanto. Agora penso em fazer um outdoor."

Gabriel é exemplo de alguém que já estava se preparando para a modalidade, mas qualquer um é bem-vindo para ser testado pela prova.

"A gente cumpre os protocolos da COVID-19, se não está com febre, etc., mas qualquer pessoa pode participar", explicou Galvão. Nenhum treinamento ou preparação é requerido, de forma que realizar a prova "vai ao encontro do bom senso" de quem deseja.

Por conta da pandemia, Karol Macedo, de 31 anos, estava só retomando os treinos de corrida, enquanto não praticava nado há um ano, mas não perdeu a chance de realizar um velho sonho.

"Quando vi a oportunidade do indoor, pensei: 'Cara, isso está superpróximo de mim. Dá para realizar esse sonho'", contou a modelo e terapeuta holística. "Não me preparei da forma como pensei que me planejaria para um triatlo, mas tudo fluiu de uma maneira muito surreal. Acho que minha vontade de fazer era tão grande que tive um tempo melhor do que imaginei."

"Agora, tendo feito o indoor, parece que me deu um 'pode se jogar que você consegue’. Foi um sonho preparatório para um sonho maior."

Com a alta procura da plataforma, que foi colocada em prática pela primeira vez e já teve 260 das 300 vagas disponíveis preenchidas em julho, Galvão quer estender a duração do evento, pelo menos, até o final de agosto. Isso sem contar os planos de uma série virtual da Triday.

"Independentemente da pandemia, a gente viu que as pessoas que se inscrevem no indoor buscam ter o contato com o primeiro triatlo, então queremos evidenciar isso: conhecer o triatlo de uma maneira segura, dinâmica, controlada para o cara começar a ter a confiança de, em um segundo momento, participar de um triatlo outdoor", projetou.