<
>

UFC escala Alexandre Pantoja como reserva de Deiveson Figueiredo em luta por cinturão

Com o alto investimento feito para a realização de quatro eventos para a ‘Ilha da Luta’, em Abu Dhabi (EAU) no mês de julho, era de se esperar que os promotores do UFC tentassem minimizar ao máximo a chance de que algum imprevisto atrapalhasse a promoção de algum show. E essa postura terminou por colocar outro brasileiro na linha direta rumo ao cinturão dos pesos-moscas (57 kg).

Atual número quatro do ranking oficial de sua categoria, Alexandre Pantoja foi escalado para encarar o invicto russo Askar Askarov no dia 18 de julho. Nesta data, porém, o brasileiro também atuará como atleta reserva para caso Deiveson Figueiredo tenha algum problema e não possa duelar com Joseph Benavidez pelo cinturão vago dos moscas. A informação foi apurada pela reportagem da Ag. Fight com fontes próximas ao evento.

A intenção do UFC é, desta forma, garantir a disputa do título no main event do show. Afinal, Deiveson não bateu o peso correto de sua categoria na última vez que enfrentou Benavidez, em fevereiro, e, por ter vencido a luta, foi impossibilitado de ser coroado campeão, deixando o cinturão vago.

Ao que tudo indica, então, o ‘Deus da Guerra’ não permanecerá no card caso não crave os 56,700 kg exigidos para a disputa de título. Pressão extra que justifica o excesso de cautela do atleta com sua dieta, conforme revelado em entrevista para a reportagem da Ag.Fight.

Aos 32 anos, o brasileiro acumula cartel com 18 vitórias e apenas uma derrota no MMA profissional. Três anos mais velho, o americano Benavidez, que fará sua quarta disputa de cinturão do UFC, soma 28 triunfos e seis derrotas. Por sua vez, o “reserva” Pantoja vem embalado após vencer Matt Schnell e, apenas com derrotas para Dustin Ortiz e para o próprio Deiveson Figueiredo na liga, fez por merecer o lugar de destaque no show.