<
>

No UFC, Geoff Neal ataca Michael Chiesa por falta de resposta a desafios: 'Me sinto desrespeitado'

Sem lutar desde dezembro de 2019, Geoff Neal busca incessantemente um próximo adversário, mas todas as suas tentativas de desafiar seus rivais na divisão dos meio-médios (77 kg) têm se mostrado infrutíferas até o momento. E a falta de resposta a um desafio específico parece incomodá-lo mais do que as outras.

Com cinco vitórias consecutivas desde que estreou no UFC, sendo três por nocaute e uma por finalização, Neal – atualmente na décima posição no ranking dos meio-médios – desafiou recentemente Michael Chiesa para um duelo de estilos, já que o rival tem como principal arma o grappling. No entanto, a falta de resposta ao desafio incomodou ‘Handz of Steel’, que admitiu se sentir desrespeitado pelo oitavo colocado no top 15 da divisão, e, por isso, o desejo de enfrentá-lo se tornou pessoal.

“Eu realmente quero lutar com (Michael) Chiesa porque ele tem me ignorado. Tipo, primeiro eu queria lutar com ele por querer lutar, mas agora eu quero lutar com ele porque eu sinto que ele está sendo uma p***. Quero essa luta com Chiesa por m*** pessoal porque ele está agindo como se eu fosse invisível para ele. Eu tenho o desafiado por meses. F***-se ele”, explicou Geoff Neal, antes de completar.

“Eu me sinto desrespeitado, o que torna isso meio pessoal, porque eu sei que ele vê meus posts e ele fez um comentário de que não queria lutar comigo porque eu disse algo sobre ele não querer se arriscar, o que é meio que uma desculpa fraca para não me enfrentar. Eu sou o nº 10 agora. Eu era o nº 11 antes, nós não estamos tão distantes no ranking. Não é como se eu fosse um cara não ranqueado desafiando ele”, concluiu Neal, em entrevista ao site ‘MMA Junkie’.

Recentemente, Geoff Neal revelou que precisou voltar a trabalhar como garçom para se manter financeiramente durante esse período sem competir pelo UFC. No MMA desde 2012, o meio-médio soma 13 triunfos, sendo oito por nocaute, e apenas duas derrotas em seu cartel.