<
>

Tênis: De 'rato' a 'idiota', Kyrgios e Becker, ex-técnico de Djokovic, batem boca no Twitter

play
Kyrgios detona Zverev, fica 'p...' com mundo do tênis e dispara: 'O quão egoísta vocês conseguem ser?' (0:43)

Australiano criticou atleta alemão, que prometeu cumprir quarentena, mas foi visto em festa (0:43)

Em tempos de pandemia por COVID-19, o "bad boy" do tênis é quem tem as opiniões mais fortes sobre quem tenta acelerar a volta às quadras. Nick Kyrgios não poupou de críticas Novak Djokovic, atual número 1 do mundo, por organizar um evento nos Balcãs no qual competidores testaram positivo para o novo coronavírus.

Além disso, Kyrgios repreendeu Alexander Zverev, outro participante do tour de Djokovic, que não testou positivo para COVID-19 e garantiu que ficaria em quarentena por duas semanas, mas foi visto em uma festa dias poucos dias depois da promessa.

Apesar do apoio recebido nas redes sociais por seu posicionamento, o australiano acabou arranjando briga com Boris Becker, um dos maiores jogadores da história e compatriota de Zverev.

O alemão, que foi treinador de Djokovic de 2013 a 2016, criticou a postura de Kyrgios em "dedurar" os outros tenistas.

"Nós todos vivemos na pandemia chamada COVID-19! É terrível e tem matado muitas vidas... Nós deveríamos proteger nossas famílias e quem amamos e seguir os protocolos, mas ainda não gostou de ratos", disparou Becker no Twitter, incluindo o perfil oficial de Kyrgios. O "bad boy" não deixou barato.

"Ratos? Por responsabilizar alguém? Jeito estranho de pensar nisso, campeão, estou apenas pensando nas pessoas. Quando minha família e familiares ao redor do mundo respeitosamente têm feito a coisa certa. E você tem um ganso agitando seus braços ao redor, tenho que dizer", escreveu Nick.

"Não gosto de ratos!", disparou outra vez Becker, ganhador de seis Grand Slams "Alguém repreendendo esportista homem ou mulher não é meu amigo! Olhe-se no espelho e pense se você é melhor do que nós..."

"Pelo amor de Deus, Boris, eu não estou competindo ou tentando jogar alguém contra o ônibus", respondeu Kyrgios. "É uma pandemia global e se alguém tão idiota quanto Alex (Zverev) fez o que ele fez, eu vou chamar sua atenção por isso, simples".

"Boris Becker é um idiota ainda maior do que eu esperava. Pode acertar um voleio, obviamente não é a ferramenta mais afiada da oficina", continuou o australiano.

"Cara engraçado... como está em 'down under' (expressão utilizada para se referir às ex-colônias britânicas na Oceania)? Todos respeitando os protocolos?", questionou Becker.

"Haha ok, meu, estou bem, não aja como se você fosse meu amigo agora, porque você foi abatido", disparou Kyrgios.

"Eu realmente gostaria de ver Nick Kyrgios demonstrar seu potencial e ganhar um Grand Slam. Ele seria um modelo incrível para os jovens do mundo, levantando as questões de igualdade/raça/herança! Vire homem, amigo, e entregue!", pediu Boris Becker.

Para encerrar essa discussão, o australiano escreveu: "Por que você está falando agora de tênis? Não tem nada a ver com tênis? Que tal o rapaz que você está defendendo virar homem e nos dar algum tipo de explicação? Não outra desculpa esfarrapada".