<
>

UFC: Andre Fili revela desejo de enfrentar McGregor

play
Durinho diz que precisa 'arregaçar Woodley' para McGregor não furar a fila por cinturão (1:38)

Durinho enfrenta Tyron Woodley no UFC Fight Night de sábado (30) (1:38)

Após se colocar no topo da lista dos maiores lutadores de todos os tempos, Conor McGregor viu diversos questionamentos sobre seu posicionamento por nunca ter defendido seus títulos peso-pena (66 kg) e peso-leve (70 kg) do UFC. Em resposta na sua conta do ‘Twitter’, o irlandês brincou ao afirmar que se arrepende por não ter ficado na divisão até 66 kg e encarado desafiantes como Brian Ortega e Andre Fili.

Ainda que a declaração de McGregor esteja carregada de sarcasmo, Andre Fili parece ter levado na esportiva. Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, o peso-pena não escondeu o interesse em enfrentar o ex-campeão em algum momento, especialmente pelo aspecto financeiro atrelado a uma disputa contra o irlandês, maior vendedor de pay-per-view do Ultimate.

“Todo mundo já pensou em lutar com McGregor. Ele é a luta que traz dinheiro. Não importa se você gosta dele ou não, aquele filho da p*** traz dinheiro para o esporte. Eu tenho muito respeito por ele, na verdade. Independente de qualquer m*** pessoal, eu aperto sua mão. Eu não tenho nada contra ele”, revelou Andre Fili, antes de indicar que aceitaria enfrentar a superestrela do UFC em qualquer categoria de peso.

“Adoraria lutar contra aquele cara. Eu lutaria com ele até 70 kg, eu o enfrentaria até 77 kg. Sou samoano, então posso ficar tão grande quanto preciso, posso deixar crescer uma barriguinha e entrar lá soltando socos poderosos”, brincou o americano de ascendência samoana.

Apesar de elogiar o irlandês, Fili não o coloca entre os melhores lutadores de todos os tempos, ao menos não nos quesitos esportivos da discussão. Para ele, no entanto, o impacto comercial de McGregor ao promover suas lutas é algo que nunca nenhum outro atleta do MMA chegou perto de alcançar.

“Eu não acho que ele é um dos melhores lutadores tecnicamente, não acho que ele é um dos melhores lutadores puros de todos os tempos. Eu, sim, acredito que ele é um dos melhores promotores de todos os tempos, acho que a mão esquerda dele é uma das melhores de todos os tempos. Acho que ele fez algumas coisas de forma melhor do que qualquer outra pessoa no MMA. Mas eu não acho que ele seja o melhor lutador de todos os tempos”, finalizou.

Escalado para encarar Charles Jourdain no próximo dia 13 de junho, Andre Fili vai em busca da recuperação após ser derrotado por Sodiq Yusuff, no UFC 246. No mesmo evento, realizado em janeiro deste ano, Conor McGregor precisou de apenas 40 segundos de luta para superar Donald Cerrone por nocaute técnico.