<
>

No UFC, norte-americana ataca juízes após derrota para Gadelha: 'Eles tiraram isso de mim'

play
Claudinha Gadelha acha que vencer Hill não a coloca de volta no topo: 'Preciso lutar com melhores rankeadas' (2:28)

Lutadora falou com exclusividade para o ESPN.com.br (2:28)

Embalada por três vitórias consecutivas, Angela Hill entrou no octógono do UFC Jacksonville, realizado no último sábado (16), diante de Cláudia Gadelha, em busca da vitória mais expressiva de sua trajetória na organização e da manutenção da boa fase. No entanto, apesar do bom papel desempenhado por ela em boa parte dos 15 minutos de luta, a americana viu dois dos três juízes laterais marcarem o triunfo da rival.

Inconformada, Angela não escondeu seu descontentamento ao ouvir o anúncio de sua derrota no octógono, e ainda precisou digerir o fato de Dana White – presidente do UFC – ter concordado com o julgamento polêmico de sua luta após o evento. Nada que mude sua convicção de que fez o suficiente para sair vitoriosa do combate contra Gadelha.

“Essa é a primeira vez que eu fiquei tão irritada depois de uma decisão (dos juízes), porque a luta era muito importante. Era a primeira vez que eu vinha em uma sequência de vitórias, a primeira pessoa (que eu enfrentei) na minha sequência que tinha um número ao lado do nome (ranqueada), então essa luta era muito importante. (…) Eu fiz algo fantástico, e os juízes estão mudando essa narrativa e o c*** do Dana está mudando essa narrativa ao dizer que concorda com eles. Tudo isso me deixou irritada”, desabafou Angela Hill, antes de completar.

“Por cinco minutos, enquanto eu estava esperando pelos juízes terminarem a contagem dos pontos – eles provavelmente tinham uma calculadora para isso porque eles são burros para c*** – enquanto eu esperava por cinco minutos por isso, eu pensava: ‘Cara, eu acabei de espancar o traseiro da Cláudia Gadelha’. Todo mundo viu isso. Co-main event. Essa é a maior luta da minha carreira. Essa era a maior plataforma da minha carreira e eu cumpri com minha obrigação, fiz o que eu deveria ter feito. Eu a derrubei, eu f*** ela no terceiro (round), eu sobrevivi a tempestade no primeiro, eu fiz tudo certo e eles tiraram isso de mim”, finalizou.

A controversa derrota interrompe a sequência de três vitórias da americana, que neste período superou Ariane Carnelossi, Hannah Cifers e Loma Lookboonme, respectivamente. Por sua vez, Cláudia Gadelha conseguiu seu segundo triunfo consecutivo e dá mais um passo em sua caminhada rumo a mais uma chance de disputar o cinturão peso-palha (52 kg) do UFC.