<
>

Daniel Cormier surpreende e aposta em 'exceção' para que UFC 249 aconteça

play
Ex-lutador do UFC, Mirko 'Cro Cop' publica vídeo treinando com o filho mais velho (0:52)

O atleta croata deixou a organização em 2011, tendo retornado ao mundo das competições mais três vezes antes de se aposentar em definitivo (0:52)

Que Dana White quer a todo custo manter o UFC 249 de pé todos já sabem, mas é novidade cogitar que há uma pessoa que queria mais que ele – e esse alguém é Daniel Cormier, de acordo com o próprio lutador.

Apesar da possibilidade de cancelamento, como aconteceu com outros três eventos do Ultimate como medida para conter a proliferação do novo coronavírus, o ex-campeão meio-pesado (93 kg) e peso-pesado se mostra confiante com a permanência da luta tão aguardada do dia 18 de abril: a disputa do cinturão dos leves (70 kg) entre Khabib Nurmagomedov e Tony Ferguson.

Tanto as restrições de aglomerações nos Estados Unidos pelo presidente Donald Trump quanto o veto da Comissão Atlética do Estado de Nova York sobre a realização do evento nesse local são razões para desacreditar no UFC 249. Porém, o lutador, em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, expôs sua confiança no êxito de Dana White sobre esse show especificamente, mas não tanto sobre os próximos.

“Talvez eu seja o único cara que quer mais essa luta do que o Dana White (risos)”, destacou Cormier. “Acredito que ele vai fazer o UFC 249 acontecer. Não duvido dele. Quando ele coloca algo na cabeça, geralmente consegue. (…) Acho que a sua vontade e sua paixão guiaram esse esporte a lugares que nunca pensamos que estaríamos.”

“Não sei como ele continuará com o cronograma completo das lutas depois disso. Seria uma exceção (o UFC 249), acho que é mais fácil de acontecer porque esse card é enorme”, ressaltou o lutador sobre os planos do UFC.

Assim como o evento protagonizado por Khabib e Ferguson, ainda sem local definido, Dana White pretende manter as próximas noites de lutas marcadas pelo Ultimate, começando pelas dos dia 25 de abril e 2 de maio. A disputa do título dos pesos-leves (70 kg), Khabib contra Ferguson, no próximo dia 18, é uma das mais esperadas pela organização – é a quinta vez que o UFC tentará fazer esses dois se enfrentarem, após quatro combates cancelados.

“Conheço o Khabib há anos. Sei o quanto essa luta específica significa para ele”, explicou Cormier. “Ele quer lutar com o Tony Ferguson. Ele quer vencer o Tony Ferguson. Sinto que está se preparando tão bem como nunca para alcançar seu objetivo. Não só Khabib, mas tenho certeza que o Tony se sente da mesma forma.”

“O cara (Ferguson) está esperando há anos para pôr suas mãos em Khabib. Quantas vezes Tony ganhou em sequência agora? Doze lutas? Isso é insano”, declarou. “Apesar de todas as remarcações das lutas, todos os adiamentos, ninguém mais foi capaz de vencer ou competir com esses caras. Isso mostra o quanto eles estão à frente de todos os outros.”

O otimismo de Cormier e de Dana White talvez sejam capazes de manter o confronto do dia 18. Talvez não. Vários países, cada vez mais, tomam medidas preventivas e fazem restrições para impedir a disseminação da COVID-19. Já há mais de 462 mil infectados e mais de 20 mil mortos pela doença no mundo.