<
>

UFC: Sterling desmente negociação para encarar Sandhagen em San Diego

play
Esbanjando cinturões, Henry Cejudo mantém-se em forma em casa (0:45)

Via Instagram/@Henrycejudo | Atual campeão do peso-galo, o norte-americano usou a criatividade para treinar (0:45)

Apesar do UFC seguir parado e sem eventos, parece que as negociações sobre combates seguem a todo vapor. Segundo o site ‘TSN’, Aljamain Sterling e Cory Sandhagen estão em tratativas para realizar um confronto no UFC San Diego, que deve acontecer no dia 16 de maio. Esse duelo, ao lado de Marlon Moraes contra Petr Yan, poderá ser uma espécie de eliminatória para saber quem será o próximo desafiante ao cinturão peso-galo (61 kg), atualmente em posse de Henry Cejudo, que encara José Aldo no UFC São Paulo, programado para o dia 9 de maio.

No entanto, o jamaicano fez questão de ir às redes sociais para desmentir que esteja tratando de sua próxima luta. O atleta justificou essa negação mencionando a pandemia global de coronavírus e o prejuízo que ela traz para os competidores, uma vez que todos estão com academias fechadas e nem podem treinar.

“Falamos sobre alguns oponentes diferentes. O quanto eu sei é não há anúncio de luta. Especialmente com todo esse caos acontecendo”, escreveu o lutador, logo rebatendo a questão de ter um combate marcado sem nem poder treinar normalmente.

“Eu nem tenho mais acesso à minha academia. Foi uma proibição completa para todos e vocês acham que estou aceitando luta? Sim, ok”, ironizou.

Em uma sequência de quatro triunfos, Aljamain Sterling vive um grande momento na organização. O atual número dois do ranking do peso-galo, que possui dez triunfos na organização, venceu Renan Barão, Brett Johns, Cody Stamann, Jimmie Rivera e Pedro Munhoz nesta fase. Sua última derrota aconteceu em duelo contra o brasileiro Marlon Moraes, por nocaute, em 2017.

Ainda invicto no UFC após cinco apresentações, Cory Sandhagen é o atual número quatro da categoria. O lutador vem de resultados positivos sobre Austin Arnett, Iuri ‘Marajó, Mario Bautista, John Lineker e Raphael Assunção.