<
>

Léo Santos admite que não sabe quando academia Nova União reabrirá

play
Promessa do UFC se inspira em Tony Ferguson e faz os treinos 'mais malucos' que você ainda não viu (0:42)

Sean O'Malley é um dos bons atletas jovens do UFC (0:42)

A pandemia de coronavírus pelo mundo tem alterado a rotina de toda a população. Para evitar aglomerações e, por consequência, frear o aumento de casos da doença, as academias pelo Brasil estão fechadas por tempo indeterminado. Essa questão alterou todo o planejamento dos lutadores brasileiros que se preparavam para lutar e os que também estavam almejando um retorno, como no caso de Léo Santos, da equipe Nova União.

Em entrevista ao site ‘MMA Junkie’, o peso-leve (70 kg) revelou que todas as atividades da equipe estão suspensas até segunda ordem. Além disso, o lutador comentou que o time tomou uma iniciativa para garantir que mais de 230 academias afiliadas em todo o mundo não sofram.

“A academia está fechada para todos, ninguém está treinando. Mas temos muitas afiliações e elas pagam os royalties para nós. Mas o COVID-19 fechou todas as academias e demos abril a todas elas gratuitamente. Vamos ver como isso funcionará nos próximos meses. (Não há) cobrança de royalties para todos as academias afiliadas da Nova União. Não sabemos se abriremos em abril. Vamos ver o que acontece no futuro”, explicou.

Sem lutar desde junho de 2019, quando nocauteou Steven Ray, o brasileiro ainda não tem previsão de quando voltará a lutar novamente. O faixa-preta de jiu-jitsu adiantou que já vinha pedindo um combate ao Ultimate, mas agora com a pandemia não tem ideia de quando vai ser atendido.

“Agora é difícil fazer um plano. Espero que isso (pandemia de coronavírus) termine em breve e eu possa lutar o mais rápido possível. Esta pergunta sobre a (minha volta) estar demorando tanto precisam fazer ao UFC. Comecei a pedir uma luta em dezembro e ainda estou esperando por isso”, contou.

Após uma carreira de sucesso no jiu-jitsu, Léo Santos deu seus primeiros passos no MMA em 2002. Seu grande momento na carreira aconteceu em 2013, quando conquistou a segunda edição do ‘TUF Brasil’, ao vencer William ‘Patolino’ na decisão. No Ultimate, o peso leve ainda está invicto, com seis vitórias e um empate.