<
>

Doações, 'carrinho higiênico' de Felipe Melo e jogador do Real 'preso': o resumo da quarentena no mundo do esporte

play
LeBron relembra histórico jogo que poderia ter alterado rumo da história do Heat: 'Meu legado sofreria um baque' (0:50)

Atuando por Miami, astro fez 45 pontos na vitória sobre os Celtics no jogo 6 das Finais do Leste de 2012 (0:50)

Sem jogos ou eventos e com toda atenção destinada à pandemia do coronavírus, o mundo do esporte vive uma realidade de quarentena. Momento que fez os esportivos, clubes e entidades demonstrarem seu carinho, conscientização e também irriverência. E também houve alguns deslizes.

Confira abaixo os principais pontos do mundo do esporte nos últimos dias em meio ao período de confinamento:

Os craques da quarentena

Com a NBA suspendendo sua temporada por, no mínimo, 30 dias e fechando as portas das 29 arenas (Los Angeles Lakers e LA Clippers dividem o Staples Center), diversos funcionários dos ginásios ficarão sem sua fonte de renda principal, sejam os trabalhadores dos estacionamentos, das lojas ou dos quiosques. Por conta disso, diversas estrelas da liga se juntaram para arcar com os custos.

O primeiro foi o ala-pivô Kevin Love, do Cleveland Cavaliers, que doou U$ 100 mil (R$ 485 mil) para os funcionários da franquia. O gesto foi seguido por outros astros, como Giannis Antetokounmpo, Blake Griffin e Zion Williamson. Stephen Curry anunciou que alimentará as 18 mil crianças que ficarão sem aula em Oakland.

Depois das ações dos jogadores, franquias começaram a fazer sua parte e arcar com os custos dos funcionários das arenas.

Em poucos dias, o valor arrecadado já passava de R$ 5 milhões.

  • Doações do Bayern e dos times de Manchester

Após Leon Goretzka e Joshua Kimmich, Robert Lewandowski também reforçou as doações do Bayern de Munique contra a pandemia do coronavírus. O atacante e sua esposa, Anna, doaram 1 milhão de euros (cerca de R$ 5,3 milhões) para a plataforma "We kick corona" (Nós chutamos o corona, em inglês), que foi criada justamente por Goretzka e Kimmich.

Além disso, Manchester City e Manchester United fizeram uma doação conjunta de 100 mil libras, cerca de R$ 590 mil, a instituições de estocamento de comida na região metropolitana de Manchester.

Nesta semana, a organização do Campeonato Espanhol ofereceu testes de coronavírus aos clubes que disputam a competição. E o Real Valladolid, que tem Ronaldo Fenômeno como presidente, recusou formalmente a medida. Segundo esclarecimento do clube, há pessoas no país que precisam mais dos testes. Osasuna e Eibar também recusaram os testes pelo mesmo motivo.

A Espanha segue em quarentena e é um dos países mais afetados pelo coronavírus no mundo.

Zlatan Ibrahimovic usou sua influência – e fortuna – para tentar ajudar a combater o coronavírus na Itália. O astro do Milan criou uma “vaquinha” virtual para doações a hospitais humanitários. Além disso, o jogador contribuiu com 100 mil euros (quase R$ 560 mil na cotação atual).

Os jogadores do Borussia Mönchengladbach, da Alemanha, abriram mão de parte dos seus salários não apenas para auxiliar o clube, mas para garantir o emprego dos demais funcionários.

“É uma mensagem clara: nós estamos juntos por Borussia, em tempos bons e ruins. Eles (jogadores) queriam devolver algo para Borussia e também para os fãs que nos apoiam. A comissão técnica se juntou, assim como nossos diretores esportivos e administrativos”, disse o diretor esportivo Max Eberl.

Bahia, Corinthians, São Paulo e Athletico-PR colocaram na última quinta-feira suas instalações à disposição do poder público para serem usadas na luta contra o novo coronavírus.

  • Equipes da F1 preparam ajuda a governos com tecnologia

De acordo com o site "RaceFans", McLaren, Mercedes, Red Bull Racing e Williams se disponibilizaram para ajudar na produção de tecnologias que contribuam para o combate ao coronavírus. Entre os produtos a serem desenvolvidos pelas escuderias está o respirador, aparelho necessário para ajudar na recuperação dos pacientes que apresentam quadros mais graves.

Outras equipes da Fórmula 1 também estudam maneiras de ajudar em meio à crise. A família Agnelli, que é dona da Ferrari, anunciou na última terça-feira a doação de 150 respiradores para hospitais da Itália.

Os criativos

O desafio da ‘embaixadinha higiênica’ viralizou’ entre jogadores de futebol, mas tal brincadeira está longe de ser as únicas postagens dos atletas, e há algumas que têm se superarado no quesito originalidade. Confira dez das melhores:

play
0:39

Na onda da internet, Jaqueline improvisa esteira com sabão na cozinha de casa

Nova 'modalidade' de exercício mostra, com senso de humor, como se exercitar em casa

play
1:53

De roupão, peruca e passando álcool nas mãos, Joaquín dá aula de dança espetacular

Meia do Betis mostrou desenvoltura em vídeo publicado nas redes sociais

play
0:35

Di María e Paredes esbanjam bom humor e fazem 'resenha' pela janela em quarentena

Argentinos do PSG 'dividiram' até um mate

play
0:22

Desafio do papel higiênico renovado! Marcos Alonso abusa da criatividade e usa garrafa de água para inovar

Defensor do Chelsea treina em casa após o surto do coronavírus

play
0:13

Futebol e hóquei ao mesmo tempo? Cech coloca desafio do papel higiênico em outro patamar e vibra ao final

Ex-goleiro inovou ao misturar os dois esportes

play
0:09

Em quarentena, Felipe Melo inova e cria outra categoria para a 'embaixadinha higiênica'

O jogador do Palmeiras preferiu mudar o desafio que virou moda entre os boleiros - vídeo de @felipemelo

play
1:14

Lembra da Beyblade? Cissé brinca com filho, quebra 'recorde' em desafio do papel higiênico e enlouquece

Ex-atacante da seleção francesa compartilhou brincadeira em seu Instagram

play
0:12

Quem disse que não vai ter Champions? Atacante do Barcelona 'entra em campo' com filhos e ouve até hino da competição

Martin Braithwaite simulou ritual dos jogos durante quarentena por conta do coronavírus

play
0:28

De quarentena, armador dos Spurs mostra talento longe das quadras e impressiona com violão

Australiano Patty Mills também vai mostrando diferentes formas de passar o tempo

play
0:10

Em vídeo carismático, James Milner corta grama para passar o tempo durante quarentena

Há alguns dias, já com a Premier League parada, o jogador do Liverpool aproveitou o tempo livre para organizar saquinhos de chá - vídeo de @jamesmilnerofficial

As pixotadas

Além dos momentos de solidariedade e irreverência, teve também atletas indo bem e protagonizando as pixotadas da semana.

O atacante Luka Jovic, do Real Madrid, ignorou as ordens de isolamento e "furou" a quarentena para regressar a Belgrado, capital da Sérvia, onde comemorou o aniversário de sua namorada.

Agora, o jogador ele tem que lidar com outro problema: a impossibilidade de deixar o país.

"Se ele abandonar seu apartamento, será preso. Creio que ele se arrependeu do que fez, mas deixarei sempre claro: a vida de nossa gente é mais importante que seus milhões", disse o presidente da Sérvia, Aleksandar Vucic,

  • Renato Gaúcho e o futevôlei

Depois da vitória do Grêmio sobre o São Luiz no último domingo, Renato Gaúcho mostrou-se firme nas declarações contra o fato de os times terem ido a campo em meio à situação atual no mundo - veja o vídeo abaixo. Os jogadores e o técnico do time tricolor, inclusive, entraram em campo com máscaras em sinal de protesto.

Até aí, tudo muito correto. O problema é que na quarta-feira ele foi visto jogando futevôlei na praia no Rio de Janeiro, onde há mais casos de coronavírus do que em Porto Alegre.

Mason Mount, do Chelsea, foi visto no Trent Park Football jogando futebol com Declan Rice, atleta do West Ham, com quem tem grande amizade, conforme publicado na última segunda-feira

Os Blues mandaram seus atletas para quarentena em casa, assim como a comissão técnica, depois que o atacante Callum Hudson-Odoi testou positivo para o coronavírus.