<
>

Mayweather revela que pegou leve na preparação para luta contra McGregor

Em agosto de 2017, Floyd Mayweather voltou aos ringues após pendurar as luvas e derrotou Conor McGregor – campeão peso-leve (70 kg) e maior estrela do UFC à época – por nocaute técnico no décimo round. Três anos depois, a lenda do boxe deve novamente abandonar a aposentadoria e encarar um astro do Ultimate, de acordo com os rumores. E, se a história se repetir, ‘Money’, como é conhecido, não precisará se esforçar muito durante a preparação para repetir o sucesso na empreitada.

Ao podcast ‘Drink Champs’, Mayweather revelou que o camp feito para enfrentar McGregor não contou com muitos treinos específicos de boxe, e que as únicas atividades que praticava com consistência durante esse período eram flexões e abdominais para se manter em forma. Apesar de admitir que pegou mais leve nos treinamentos, o americano afirmou que levou a sério o confronto contra o astro do MMA.

“Para a luta com Conor McGregor, eu não treinei realmente. Tudo que fiz foram flexões e abdominais. Isso foi tudo que eu fiz. Flexões, abdominais, (treino de) boxe poucas vezes, bater no saco (de areia) poucas vezes, porque, na verdade, o camp de treinamento foi em locais diferentes. E fazia o camp de treinamento em Las Vegas por uns dias, (mas) às vezes eu ficava sem ir para a academia por uma semana”, revelou Floyd, antes de afirmar que, apesar do aparente descaso com os treinos, levou a sério o combate contra McGregor.

“Eu levei a sério, como eu disse antes, eu queria me divertir um pouco na luta e queria entreter as pessoas”, comentou o sarcástico pugilista, de acordo com a transcrição do site ‘Boxing Junkie’.

Em novembro do ano passado, Floyd Mayweather anunciou que abandonaria a aposentadoria do boxe profissional mais uma vez, e insinuou que poderia enfrentar novamente uma estrela do UFC. O encontro com Dana White em uma partida da NBA serviu para as conversas iniciais sobre a possibilidade especulada. Algum tempo depois, o próprio presidente do UFC – ao ‘The Jim Rome Show’ – confirmou as pretensões de ambas as partes em trabalhar juntos novamente por uma superluta entre o pugilista e um atleta do plantel do maior evento de MMA do planeta, que poderia acontecer no final de 2020.