<
>

Após demissão, Ernesto Valverde escreve carta de despedida do Barcelona; veja

A passagem do técnico Ernesto Valverde no Barcelona chegou ao fim na última segunda-feira (13) após dois anos e meio. O clube anunciou a saída do treinador após a eliminação na Supercopa da Espanha contra o Atlético de Madrid.

Nesta terça, o Barça divulgou uma carta de despedida de Valverde. O treinador agradeceu pelo tempo à frente da equipe e desejou sorte a seu substituto, Quique Setién.

No período que comandou o Barcelona, Valverde conquistou quatro títulos: dois Espanhóis, uma Copa do Rei e uma Supercopa da Espanha.

Contra Valverde, porém, pesou o futebol irregular do Barça nos últimos meses, além do fato dele ter sido eliminado das últimas duas Champions Leagues de forma vexatória, desperdiçando vantagens de três gols (contra a Roma, em 2018, e contra o Liverpool, em 2019).

Além disso, o aproveitamento de 67,36% em 144 jogos (97 vitórias, 32 empates e 15 derrotas) é o menor de qualquer técnico blaugrana na era pós-Josep Guardiola.

Leia a carta de Ernesto Valverde na íntegra

Caros torcedores do Barça,

Meu tempo como treinador do Barcelona chegou ao fim. Foram dois anos e meio intensos desde o início. Neste período, desfrutei de alguns momentos de alegria celebrando vitórias e troféus, mas também outros que foram duros e difíceis. No entanto, acima de tudo, gostaria de destacar minha experiência com os torcedores e o carinho demonstrado por mim durante meu tempo como treinador.

Gostaria de agradecer ao presidente Josep Maria Bartomeu e ao Conselho de Administração por me dar a oportunidade de treinar a equipe e sua confiança durante todo esse tempo. Também gostaria de agradecer a todas as pessoas com quem trabalhei no clube por seu apoio e como elas me trataram durante as duas temporadas e meia, especialmente aquelas que trabalham dentro e ao redor da equipe e com quem eu compartilhei tantos momentos na Cidade Esportiva e durante as viagens. Obviamente, gostaria de agradecer aos jogadores por todos os esforços que nos permitiram conquistar quatro troféus juntos. A partir de hoje, desejo a eles toda sorte do mundo e também ao novo treinador Quique Setién.

Tudo de melhor para todos.

Visca Barça e Visca Catalunha.

Ernesto Valverde