<
>

Ex-Barcelona relata drama que viveu ao lado de Jorge Jesus em Portugal: 'Liguei para minha esposa porque não sabia se ia voltar'

O zagueiro francês Jérémy Mathieu prestou depoimento na última segunda-feira (9) sobre o ataque de torcedores ao centro de treinamento do Sporting em maio de 2018. O defensor relatou o drama que viveu ao lado do técnico Jorge Jesus, que comandava a equipe portuguesa à época.

"Nunca esquecerei o medo que senti. Liguei imediatamente para minha esposa porque não sabia se ia voltar para casa. Sempre me lembro desse episódio tão forte no final das partidas. Não mudei a minha rotina, mas tenho medo que aconteça de novo", disse o jogador, que defendeu o Barcelona entre 2014 e 2017.

"Acuña (atacante do Sporting) foi atingido no rosto por duas ou três pessoas que estavam atrás dele, enquanto Misic (meia atualmente emprestado ao PAOK) foi atingido com um cinto. Havia três pessoas na porta do vestiário para evitar que os jogadores saíssem. Alguns tentaram se infiltrar. Eles estavam fora de controle. Não vi ninguém tentando sair. Todo mundo ficou lá, com medo", relatou.

Em maio do ano passado, dezenas de torcedores invadiram o CT do Sporting e agrediram diversos jogadores. Jorge Jesus, atual técnico do Flamengo, também foi agredido na ocasião.

As agressões ocorreram após a derrota por 2 a 1 para o Marítimo, que deixou o Sporting fora da Champions League da temporada 2018-19.

Além de Mathieu, outros jogadores também prestarão depoimentos sobre o incidente.