<
>

Cory Sandhagen pede decisão rápida do UFC sobre luta contra Frankie Edgar

play
José Aldo fala sobre chance de cinturão, expectativa para o UFC 245 e diz que irá ao Catar ver o Flamengo no Mundial (2:08)

Brasileiro estreia contra Marlon Moraes no peso galo do UFC (2:08)

Cory Sandhagen está em uma situação inusitada. Escalado para enfrentar Frankie Edgar no dia 25 de janeiro, em Raleigh (EUA), o peso-galo (61 kg) viu seu rival aceitar substituir Brian Ortega, lesionado, contra Chan Sung Jung, na luta principal do UFC Coreia do Sul, que será realizado no próximo dia 21 de dezembro. Sem a confirmação de que o oponente terá condições de enfrentá-lo um mês depois, o americano declarou que não quer conviver com essa indefinição por muito tempo.

Ao site ‘MMA Junkie’, Cory revelou que pretende pedir por uma definição oficial da organização em breve. Ainda que tenha interesse em enfrentar um lutador renomado, como Edgar, a incerteza de treinar para um combate que pode não acontecer aflige o lutador americano. Até o momento, o duelo contra o veterano – que faria sua estreia no peso-galo – segue nos planos do UFC.

“A informação que eu tenho é que ele (Frankie Edgar) quer lutar na Coreia do Sule depois novamente em janeiro. Então, eu não sei logisticamente como isso funcionaria. Lutar com o ‘Zumbi Coreano’ em cinco rounds, eu não consigo imaginar que ele vá estar bem, mas se estiver, então tudo bem. Eu só não quero ser posto em um limbo, segurando minha respiração até o dia 21 de dezembro. Fazendo dieta e treinando duro, se eu não sei se vai ter uma luta porque eu levo isso muito a sério e requer muita disciplina. O UFC e meu agente vão decidir alguma coisa”, explicou Sandhagen, antes de completar.

“Eu ainda quero lutar com ele, mas eu não sei, porque eu não quero ser deixado no limbo e não quero esperar por tanto tempo. Estou tentando criar um legado e é uma m*** que isso foi tirado de mim. Eu sei que ainda não foi, mas a possibilidade de ser tirado de mim é uma pena porque eu realmente estava ansioso para lutar com esse cara”, afirmou o americano.

Caso Frankie Edgar não tenha condições de enfrentá-lo um mês depois de se apresentar na Coreia do Sul e o duelo seja desmarcado, Sandhagen mira outro ex-campeão do UFC como substituto ideal. Corroborando seu desejo de lutas que acrescentem ao seu legado, Cory sugeriu o nome de Dominick Cruz, ex-campeão peso-galo do Ultimate.

“Eu acho que conquistei meu lugar e existem duas pessoas com quem eu quero lutar. Aljamain (Sterling) está fora no momento, então eu não vou nem me preocupar em desafiá-lo porque ele acabou de passar por uma cirurgia, então não faz nenhum sentido. Na minha cabeça tem que ser Frankie ou (Dominick) Cruz, é isso que eu conquistei neste ponto, lutas duras. Se for o Frankie em uma data posterior tudo bem, se for o Cruz tudo bem. Não importa para mim”, concluiu.

Invicto no UFC desde sua estreia, Cory Sandhagen acumula cinco triunfos em sequência no octógono mais famoso do planeta. Na terceira posição no ranking peso-galo, o americano está próximo de conseguir uma chance de lutar pelo cinturão da categoria, atualmente em poder de Henry Cejudo.