<
>

Reyes teme histórico negativo de Jones e sugere luta em evento com McGregor

Nesta semana, Jon Jones admitiu que Dominick Reyes deve ser seu próximo adversário em mais uma defesa de cinturão dos meio-pesados (93 kg). Apesar de, ao que tudo indica, conseguir o que estava pedindo, o americano ainda mantém os pés no chão sobre este combate e prefere esperar as cenas do próximo capítulo.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, Reyes recordou o histórico de Jones e dos problemas que enfrenta tanto fora, quanto dentro do octógono, para ter seus confrontos cancelados. Dessa maneira, o meio-pesado afirmou que vai esperar ter o contrato assinado e ver ambos dentro da área de luta para festejar esta oportunidade.

“Eu realmente não comemoro até depois da luta, especialmente com esse cara. Espero que ele chegue à luta. É uma grande preocupação minha. Esse cara é uma incógnita. Então vamos ver”, disse o atleta, emendando quando gostaria de enfrentar ‘Bones’ e até sugerindo quem também poderia estar no evento.

“Eu lutaria com ele em 18 de janeiro, em Las Vegas. Coloque (Conor McGregor) no co-main e venda essa luta”.

Até o momento, Jon Jones nunca foi derrotado em uma disputa de cinturão do Ultimate. O americano passou por grandes nomes da franquia, como Daniel Cormier, Alexander Gustafsson, Vitor Belfort e se manteve intacto. Questionado sobre o motivo para acreditar que poderia quebrar esta sequência, Reyes se mostrou bem confiante.

“Eu sou um cara que é um pouco de Jon Jones, um pouco de José Aldo, um pouco de Dominick Cruz, um pouco de Daniel Cormier. Eu sou um pouco de todo mundo agora. Eu acho que é isso que me faz especial, me faz diferente. Minha capacidade de juntar tudo. E ele nunca lutou com um mexicano, isso é apenas um fato. Há muitas coisas nisso, mas sinceramente acredito que estou em outro nível”, completou o americano de ascendência latina.

Na sua última apresentação, Dominick Reyes nocauteou Chris Weidman, no UFC Boston. Já Jon Jones não atua desde julho deste ano, quando derrotou o brasileiro Thiago ‘Marreta’, por decisão dividida dos jurados.