<
>

Neymar deixa Singapura sem gols e com suspeita de lesão na coxa

Se a passagem da Seleção Brasileira por Cingapura foi ruim, a de Neymar foi ainda pior. O atacante não marcou gol e ainda deixou o campo neste domingo logo aos oito minutos do primeiro tempo, com suspeita de lesão no músculo posterior da coxa esquerda.

Tite, aliás, garantiu que Neymar estava em condições plenas para atuar contra a Nigéria depois de ter defendido do Brasil contra outra seleção africana na quinta-feira: Senegal.

“Se tem algum problema muscular, nós não pagamos preço de resultado em cima de saúde de atleta. Seria irresponsabilidade minha, inconsequência minha. Absolutamente, não. Se tiver dúvida, nós não colocamos”, avisou o técnico, que por outro lado evitou lamentar a ausência do seu camisa 10 no duro embate com os nigerianos.

“Neymar é um jogador diferente, tem capacidade de improviso, de definir o jogo, por si só… Em termos táticos não (trouxe prejuízo), porque no mesmo desenho trouxe o Couto, depois o Richarlison mais de área. Everton era opção que a gente tinha também na Copa américa”.

Depois de ficar de fora da campanha brasileira no título da Copa América, Neymar voltou a Seleção e ainda não engrenou. Jogou 58 minutos no empate com a Colômbia e marcou um gol.

Na derrota para o Peru, entrou aos 18 minutos da etapa final e não conseguiu evitar o revés. Agora, a estrela do PSG foi titular nos dois amistosos em Singapura. Ficou todo o tempo em campo no empate com Senegal, causou polêmica em uma entrevista coletiva, e jogou menos de dez minutos frente a Nigéria.

“O que aconteceu realmente é que ele não sentiu uma dor muito aguda, um episódio intenso de dor. Sentiu um incômodo”, explicou o médico da Seleção Brasileira, Rodrigo Lasmar.

“Pediu para seguir em campo porque achou que a dor poderia desaparecer porque não era nada consistente mas percebeu que não estava normal e preferiu sair para não ter uma complicação maior”, continuou o doutor.

“A primeira avaliação nos mostra um cuidado específico, um pouco maior. As primeiras 24 horas são fundamentais para entender o que aconteceu, se foi só cansaço muscular ou foi um tipo de lesão que precisamos tratar”.

Neymar passará por exames nessa segunda-feira, em Paris, para ter o diagnóstico correto sobre o problema na coxa.