<
>

Romário detona CBF após amistoso da seleção brasileira em Singapura: 'Vergonha'

play
Gustavo Hofman: 'O Tite precisa de mais ousadia nas mudanças' (2:24)

Comentarista dos canais ESPN analisou desempenho da seleção após empate contra Senegal (2:24)

O ex-atacante Romário não poupou críticas à CBF após o empate entre Brasil e Senegal em amistoso realizado em Singapura nesta quinta-feira. O ex-jogador e atualmente Senador disparou contra a entidade depois da partida, que contou com baixa presença de público.

Em publicação nas redes sociais, Romário classificou como "vergonha" o amistoso desta manhã.

"Quantos torcedores devem ter neste jogo do Brasil? 5 mil??? Vergonha!", escreveu o ex-atacante, que defendeu a seleção por quase duas décadas.

"Para que servem partidas como essa? Para atingir meta? Para enganar quem? Pelé fez mais de 1.000 gols! A CBF quer fazer 1 bilhão no caixa! Quanta diferença! Ainda tiram os melhores jogadores dos clubes brasileiros pra deixá-los na reserva", acrescentou.

Vale destacar que Tite convocou sete jogadores que atuam no Brasil para os amistosos na Ásia. Destes, apenas três atuaram contra Senegal - Daniel Alves (São Paulo), Matheus Henrique (Grêmio) e Everton (Grêmio).

Casa do amistoso, o Estádio Nacional de Singapura tem capacidade para 55 mil pessoas. Mas não teve nem 50% de ocupação: cerca de 20 mil pessoas acompanharam o confronto.

O preço dos ingressos foi um dos problemas: de 50 a 300 dólares singapurenses (R$ 150 a R$ 896). A organização até abaixou os preços para 30 dólares singapurenses (R$ 89), mas ainda assim o resultado foi frustrante.

O Brasil volta a jogar no mesmo estádio neste domingo, desta vez contra a Nigéria, às 9h (de Brasília).

Veja, abaixo, a publicação de Romário: