<
>

Estrelas da Inglaterra prometem deixar jogo da seleção em caso de racismo, diz jornal

A Inglaterra promete tomar uma atitude radical contra o racismo no futebol. De acordo com o jornal Daily Mirror, os jogadores da seleção prometem abandonar as partidas caso sejam alvos de insultas raciais contra República Tcheca, nesta sexta-feira, e Bulgária, na próxima segunda, pelas Eliminatórias da Eurocopa 2020.

A iniciativa conta com apoio do técnico Gareth Southgate e tenta dar um basta nos recentes casos de racismo no esporte.

“Deixar o campo mandaria uma mensagem que repercutiria muito além de Praga ou dos agressores em série da Bulgária. Isso fortaleceria os jovens da Premier League, estabeleceria um novo marco consistente para a ação na Itália, na Espanha e em outras grandes competições”, escreveu o Mirror.

“As estrelas da Inglaterra estão cansadas de ter que relevar abusos racistas que recebem em viagens para clubes ou países”, acrescentou a publicação.

Vale lembrar que no último jogo entre Inglaterra e Bulgária um torcedor foi detido após ofensas racistas contra o atacante Raheem Sterling. Antes disso, um episódio semelhante já havia acontecido na goleada por 5 a 1 contra Montenegro.

O Mirror ainda aponta que a falta de punições efetivas da Uefa e Fifa nos casos recentes de racismo teria deixado os jogadores insatisfeitos.

“As multas não funcionam (...) O que vai funcionar é ação. O futebol precisa de uma mudança radical. Todo mundo já teve o suficiente”, finalizou.