<
>

Dana White ironiza possível embate por audiência entre boxe e UFC NY: 'Estão malucos'

play
No UFC, lutador intima Conor McGregor: 'Cale a boca nas redes sociais e aceite uma luta' (1:08)

'Dá um tempo, chega de tuítes. Entre lá e cale a boca', completa Ben Askren sobre McGregor (1:08)

O próximo dia 2 de novembro promete entrar para a história dos esportes de combate. Não apenas porque o UFC apostou alto com o duelo entre Nate Diaz e Jorge Masvidal para liderar um novo card em Nova York (EUA), mas também porque na mesma data o boxeador mexicano Saul ‘Canelo’ retorna aos ringues em possível conflito de eventos que deixa os fãs animados.

No entanto, o lado mercadológico de um possível embate entre grandes eventos de boxe e MMA implica que eles tenham que dividir o público e que o show com menor audiência ainda sofreria danos de marketing.

Com isso em mente, Dana White, presidente do UFC, se adiantou em dizer que, caso o duelo pela audiência ocorra, os promotores de boxe estariam perdidos.

“Quando vi que eles fariam no mesmo dia eu pensei: ‘Eles estão malucos’. Mas se eles fizerem um bom cronograma, sim, eles podem fazer direito. Como no outro dia, a luta do (Donald) ‘Cowboy’ acabou e daí começou a luta do Tyson ‘Fury’. Se for ao mesmo tempo, eles estão malucos”, provocou durante coletiva de imprensa realizada em Nova York nesta quinta-feira.

O evento serviu como anúncio oficial do card programado para o ginásio Madison Square Garden, que contará com a disputa entre Jorge Masvidal e Nate Diaz como atração principal.

O mesmo show sevirá para a estreia de Darrent Til como peso-médio (84 kg). Para isso, o britânico encara Kelvin Gastelum.