<
>

Cruzeiro e Fortaleza divergem sobre pagamento de multa rescisória de Rogério Ceni

O pagamento da multa rescisória de Rogério Ceni pode se tornar a grande novela dos futebol brasileiro nos próximos dias. Isso porque Cruzeiro e Fortaleza dão versões diferentes sobre o responsável por assumir o valor - CLIQUE AQUI para ler a matéria atualizada.

A quantia para a quebra de contrato é de R$ 1 milhão - referente ao salário total que o treinador receberia na equipe nordestina até o fim desta temporada. Nesta segunda-feira, o presidente do Leão do Pici, Marcelo Paz, participou do ESPN Bom Dia e afirmou que há um acordo verbal entre o treinador e a Raposa sobre o pagamento da rescisão.

"Em termos práticos, quem tem que ressarcir o Fortaleza é o Rogério Ceni. Ele que quebrou o contrato, digamos assim. Não é que quebrou. Ele está cumprindo contrato pagando a multa. Mas a obrigação verbal e combinada foi que o Cruzeiro que faria esse pagamento, e eu tenho certeza que vai ser feito. Uma das condições que o Rogério colocou para aceitar (ir para o Cruzeiro) foi o cumprimento desta cláusula", explicou o mandatário do Tricolor Cearense.

A equipe mineira, no entanto, não pensa em pagar o R$ 1 milhão. Em contato com o GloboEsporte.com, Wagner Pires de Sá, presidente da Raposa, disse que um outro acerto foi feito entre o ex-goleiro e a equipe cearense.

"Ele acertou com o presidente do Fortaleza. O Cruzeiro não vai pagar multa nenhuma. O acerto já foi feito. Eu vi o que ele (presidente do Fortaleza) falou, mas não é bem isso. Fizemos o acerto direto com o Rogério, e ele iria acertar direto com o Fortaleza", informou o cartola.

Rogério Ceni deixou o Fortaleza, com o qual tinha contrato até o fim deste ano, e chegará ao Cruzeiro para assumir o lugar deixado por Mano Menezes. O vínculo do técnico de 46 anos com a Raposa será até o fim de 2020. O ex-goleiro chega a Belo Horizonte no início da manhã desta terça-feira e será apresentado no período da tarde.

No Fortaleza, o treinador conquistou durante pouco mais de um ano e meio o acesso para a Série A e também o título da Série B em 2018 e ainda faturou o Cearense e a Copa do Nordeste de 2019