<
>

Copa: Depois de boa repercussão, CBF triplica premiação da seleção feminina

play
No Mina de Passe, Juliana Cabral cita momento bom do futebol feminino, mas cobra: 'O que a CBF está fazendo?' (0:47)

Comentarista ressaltou a falta de cuidado da federação com a seleção e as categorias de base (0:47)

Repercussão e sucesso da Copa do Mundo feminina fez com que a CBF revise a premiação para as atletas que estiveram na França.

Agora a entidade vai triplicar o valor que seria entregue para cada jogadora da seleção brasileira.

Segundo Michelle Ramalho, que foi chefe da delegação brasileira no mundial, Rogério Cabloco, presidente da confederação, vai elevar o valor de R$ 37,5 mil para R$ 120 mil por jogadora.

Esse valor seria o montante equivalente se o Brasil chegasse à semifinal.

Em entrevista ao Globoesporte.com, Michelle, que é a presidente da Federação Paraibana de Futebol, disse que desde que voltaram da competição, ela conversou muito com Cabloco, e que ele enviou uma mensagem para ela, anunciando o aumento do dinheiro.

Michelle ainda falou que conversou com Marta, e a camisa 10 pretende disputar mais uma Copa.

Também existem comentários de que a paraibana poderia assumir um cargo de diretora de futebol feminino, que hoje não existe na seleção feminina. Marco Aurélio Cunha está na coordenação de seleções.

Vale destacar que os números ainda são muito diferentes quando comparados com a seleção masculina. Os jogadores e comissão técnica receberão cerca de R$ 35 milhões, em média, R$ 1 milhão para cada.