<
>

Carrasca da Austrália, Bárbara projeta reencontro na Copa

Nesta quinta-feira, às 13h (horário de Brasília), o Brasil tem pela frente a Austrália pela segunda rodada do grupo C da Copa do Mundo. A equipe adversária é uma velha conhecida da goleira Bárbara, que já foi carrasca das australianas.

Nas quartas de final das Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016, Bárbara defendeu dois pênaltis e foi a heroína da classificação brasileira para as semifinais do torneio. Em entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira, a jogadora relembrou o episódio.

“Momento que me recordo muito bem, foi o último jogo entre a gente nas Olimpíadas, de igual para igual, onde eu consegui defender dois pênaltis. Time delas é muito bom, agressivo. Os últimos momentos que tenho são realmente esses, jogamos de igual para igual contra elas. Brigamos nos pênaltis e saímos com a vitória”, disse.

O retrospecto entre as equipes, contudo, não é favorável ao Brasil. Nos últimos cinco anos, em nove jogos, as brasileiras só venceram as australianas em duas oportunidades. De acordo com Bárbara, portanto, a equipe de Vadão está trabalhando para corrigir os erros cometidos contra esse adversário.

“Realmente tivemos derrotas contra a Austrália. Por incrível que pareça, fomos derrotadas nos últimos jogos. Nos últimos dias, trabalhamos em cima dos nossos erros que tivemos contra elas, e buscamos também o que fizemos de bom contra a Jamaica. Tivemos os últimos ajustes para minimizar os erros”, afirmou.

Por fim, Bárbara projetou esse reencontro com a seleção australiana, reforçando a ideia de que o retrospecto pouco importa dentro de campo.

“Vai de cada jogo. No primeiro, fomos felizes. Mas é um jogo totalmente diferente. Infelizmente, fomos eliminadas (Copa do Mundo), mas já teve 2016, que classificamos em cima delas. É meio que chumbo trocado, vamos dizer. Vamos para cima delas com tudo, reverter essa história. Os pontos, a vitória, é em cima disso que a gente tem trabalhado”, completou.