<
>

Revanche com McGregor? Khabib Nurmagomedov nega: 'Ele implorou para que eu não o matasse'

Você não leu errado. Foi assim que Khabib Nurmagomedov (27-0-0) respondeu quando perguntado se Conor McGregor merecia uma revanche pelo cinturão dos leves do UFC: "Ele implorou para que eu não o matasse".

Os dois fizeram o evento principal do UFC 229, em 6 de outubro de 2018. Após a vitória de Khabib por finalização, houve uma briga generalizada, com membros da equipe do russo indo pra cima de McGregor e vice-versa. Desde então, nenhum dos dois entrou no octógono - Conor nem tem data para retornar. Khabib, por sua vez, vai defender seu cinturão dos leves no dia 7 de setembro, em Abu Dhabi, contra Dustin Poirier.

Para entender a história de Khabib com Conor, precisamos voltar para o UFC 223. Artem Lobov, um dos melhores amigos de McGregor estava no card que tinha Khabib no evento principal. Os dois se encontraram no hotel e houve um desentendimento. Conor, então, pegou seu jato e voou para Nova York atrás de Khabib. Ao saber que o russo estava dentro de um ônibus, o irlandês começou a arremessar tudo que via pela frente no automóvel.

Dois lutadores se machucaram por conta das ações de McGregor e tiveram que cancelar suas lutas. Khabib não era um deles. O russo foi lá e venceu o cinturão dos leves contra Al Iaquinta.

Não é de hoje que McGregor pede uma revanche com Nurmagomedov. O russo, que dominou a luta e venceu até com certa facilidade, não quer saber de McGregor: "Ele tem apenas uma vitória nos últimos três anos, e é em boxe amador", disse Khabib. "Ele desistiu, implorou para que eu não o matasse."

O campeão dos leves e invicto na carreira ainda falou sobre outro lutador peso-leve que pode estar na frente de McGregor na fila pelo cinturão. "Tony Ferguson está na frente", disse Khabib. "Pessoas que têm sequência de vitórias estão na frente, não um cara que não ganha nada há três anos."

Difícil imaginar que esse seja o último capítulo da história entre Khabib Nurmagomedov e Conor McGregor. Enquanto a revanche não está nem perto de acontecer, nos resta aguardar.