<
>

Campeonato Italiano: Dono de clube norte-americano compra a Fiorentina

play
Matheus Pereira fala de saída de Allegri e conquistas do treinador na Juventus: 'Dispensa comentários' (0:36)

Meia brasileiro fez sua estreia na Velha Senhora com o técnico italiano (0:36)

O Campeonato Italiano acabou no final do mês de maio, e a Fiorentina conseguiu escapar do rebaixamento somente na última rodada, em briga direta com Genoa e Empoli.

Os torcedores agora tem um motivo para acreditar que a próxima temporada será diferente. Isso porque o clube foi comprado por Rocco Commisso, bilionário que é dono do New York Cosmos e da Mediacom, uma das maiores empresas de serviços de cabo nos Estados Unidos. Os valores não foram revelados, mas especula-se que girariam em torno de 165 milhões de euros.

Rocco tem 69 anos, é nascido no sul da Itália, mas se mudou para os EUA quando tinha 12 anos. O empresário afirmou que o acordo foi fechado rapidamente, em menos de três semanas.

"Haverá uma enorme quantidade de esforço, trabalho, paixão e dinheiro para garantir que tenhamos uma temporada melhor do que da temporada passada', disse o ítalo-americano.

Ele já havia tentado uma oferta de aquisição do Milan no ano passado, e teve oportunidades de comprar times em outros países como França, Bélgica e Suíça. Mas escolheu seu país de origem.

"Considerando o fato de eu ter nascido na Itália, meu amor pelo futebol italiano e o que o futebol fez por mim, eu acabei comprando uma equipe de qualidade aqui na Itália e estou muito orgulhoso, feliz e honrado de comprar a Fiorentina, clube que tem grandes tradições ”, disse Commosso.

A Viola era um clube da família Della Valle, que estava no controle há 17 anos. Diego Della Valle, o antigo dono, já havia escrito uma carta aberta aos fãs em março, e acusou alguns grupos de torcedores de criar uma atmosfera que desestabilizava o time e os jogadores.

"Um novo capítulo começa para a equipe de Viola que esperamos traga muitas temporadas de sucesso, especialmente para os respeitáveis ​​apoiadores e a cidade de Florença, aos quais sempre permaneceremos emocionalmente ligados", afirmou Diego.

Na década de 90, a Fiorentina teve grandes jogadores, como Batistuta e Rui Costa, a torcida agora aguarda para que o clube possa reviver momentos de glória do passado.