<
>

Richarlison revela 'baque' que sofreu na seleção e lembra quando foi salvo por ex-Corinthians: 'Te devendo um churrasco'

Camisa 10 do Brasil nos Jogos Olímpicos do Tóquio, Richarlison lembrou momento em que Malcom 'salvou sua pele' na seleção


Em entrevista à TV Globo, o atacante Richarlison lembrou os momentos de tensão que passou com a seleção brasileira durante a final do torneio de futebol dos Jogos Olímpicos de Tóquio, no ano passado.

No 1º tempo da decisão contra a Espanha, o centroavante, que era o camisa 10 do Brasil, teve a chance de colocar a Canarinho à frente no placar em cobrança de pênalti.

No entanto, ele bateu muito mal e isolou a bola, mantendo o 0 a 0 no placar e deixando a partida marcada por incerteza.

No fim das contas, o jogo acabou 1 a 1, e Richarlison só conseguiu de fato ficar aliviado na prorrogação, quando Malcom, ex-Corinthians e Barcelona, fez o gol da vitória brasileira.

Bem-humorado, o atacante lembrou que prometeu um churrasco a Malcom após o autor do gol que valeu a medalha de ouro salvar sua pele.

"O jogo da final (das Olimpíadas) foi o mais marcante, porque, quando o Brasil chega na final, é para ganhar. Estávamos focados, eu estava no meu limite, jogando na base de injeção... Desde as quartas que eu estava com meu joelho doendo...", revelou.

"Perdi o pênalti (contra a Espanha), fiquei abalado. Depois tentei, chutei, a bola bateu na trave, quicou em cima da linha... Até que, no final, o Malcom chutou e eu caí desesperado, agradeci a Deus. Até agradeci ao Malcom: 'Estou te devendo um churrasco, você salvou a minha pele' (risos)", brincou.

Com o Everton vivendo má fase na Inglaterra (a equipe entrou na zona do rebaixamento da Premier League neste domingo), Richarlison perdeu recentemente algumas convocações da seleção principal.

No entanto, ele voltou a ser chamado pelo técnico Tite, e agora garante ter confiança que estará entre os selecionados para a Copa do Mundo do Catar, no final do ano.

"Estou totalmente focado (no Mundial). O professor Tite sempre nos pede para continuar bem no clube. Eu tive uma lesão logo depois da Olimpíadas, até grave, mas não precisei de cirurgia. Fiquei fora de algumas convocações e isso me abalou um pouco, deu um aperto no coração, não me via fora da seleção", admitiu.

"Quando vi meu nome fora, me deu um baque. Falei para mim mesmo que iria continuar focado, jogando e fazendo gols", relembrou.

Na atual temporada, Richarlison soma 8 gols e 4 assistências em 29 jogos pelo Everton.