<
>

Lucão pede que Taubaté se “imponha com agressividade” para levar a Superliga

Após quase sete meses de disputa, chegou a hora da grande decisão da Superliga Masculina de Vôlei 2018/2019. EMS Taubaté Funvic e SESI-SP se enfrentam neste sábado, às 21h30 (de Brasília), na Arena Suzano, em São Paulo, pela quinta e última partida das finais. Com a série melhor de cinco empatada em 2 a 2, as emoções ficarão todas para a derradeira partida.

Um dos atletas mais experientes do elenco taubateano, o central Lucão, acredita que com as duas equipes já tendo se enfrentado quatro vezes nessa série final, além dos jogos na primeira fase, ambas já se conhecem muito bem e a definição do campeão virá nos detalhes e em quem errar menos.

“Acredito que não serão só um ou dois fundamentos que vão fazer a diferença. As duas equipes têm características diferentes, o SESI tem um jogo bem regular, erra pouco, mas ao mesmo tempo não força tanto quanto nós. Do nosso lado, sabemos que temos que minimizar os erros para conseguir facilitar as coisas. E temos que ter a postura de, desde o começo, impor o nosso jogo com agressividade”, disse Lucão.

“Em geral, acredito que este quinto jogo não fugirá muito do que aconteceu nas outras partidas da série, e será um jogo interessantíssimo, tanto para quem estiver jogando, quanto para quem estiver assistindo”, comentou o jogador, que vai para sua segunda final de Superliga consecutiva – em 2018 ele estava no SESI-SP e acabou como vice-campeão.