<
>

Libertadores de vôlei terá embate de compadres em duelo brasileiro

As semifinais da Copa Libertadores masculina de vôlei 2018/2019 serão disputadas na próxima terça-feira (12), em Taubaté (SP). Enquanto o time da casa, o EMS Taubaté Funvic, receberá o Bolívar Volley, da Argentina, o outro jogo reunirá Sesc RJ e Sesi-SP, dos compadres Wallace e Lucas Lóh, respectivamente. Essa não será a primeira vez que o ponteiro do time paulista, que é padrinho de Max, filho do oposto da equipe carioca, enfrentará o amigo. E brincadeiras antes dos confrontos não faltam.

“Já pedi algumas vezes para o Wallace pegar mais leve, mas ele não atendeu”, brinca Lucas Lóh. “Na hora do jogo tudo isso fica de lado e somente a vitória importa”, completa. O ponteiro do Sesi-SP relembrou o início da amizade. “Começou na seleção a partir do momento em que passei a dividir o quarto com ele. Ter sido escolhido para padrinho do Max realmente é muito importante e significa confiança. Fico muito honrado e feliz”.

Apesar do momento de altos e baixos da equipe carioca na Superliga, Lucas Lóh não acredita que o Sesi-SP encontrará facilidades para chegar à final da Libertadores. “Isso não pode ser levado em conta. Na verdade, são nesses momentos difíceis que os times costumam buscar soluções, reagir e crescer. Temos que entrar mais focados ainda”, ressaltou Lucas Lóh. “Toda equipe é movida a títulos, e com a gente não é diferente. Conquistar a Libertadores seria um combustível a mais para seguirmos na temporada.”

A final dessa primeira edição da Copa Libertadores será realizada na quarta-feira, dia 13. O torneio, iniciado em novembro do ano passado, reuniu quatro times brasileiros e quatro argentinos. O Sada Cruzeiro (MG), com três derrotas na fase de classificação, acabou eliminado.