<
>

Cruzeiro vence Maringá e reassume liderança da Superliga Masculina

Reeditando a semifinal da Copa Brasil que aconteceu no final de semana, o Sada Cruzeiro venceu o Copel Telecom Maringá Vôlei nesta quinta-feira por 3 sets a 0, com parciais de 25/23, 25/18 e 25/19, no fechamento da terceira rodada do returno da Superliga Cimed Masculina de Vôlei. Com o resultado conquistado no Ginásio Chico Neto, a Raposa reassumiu a ponta da tabela.

Como era de se esperar, o duelo começou quente entre as equipes. Mesmo jogando fora de casa, o Sada Cruzeiro foi atrás da pontuação e se expôs um pouco, mas, no meio do primeiro set, conseguiu virar e fazer 11 a 9. Depois, a Raposa administrou o resultado, mas viu o time da casa encostar para empatar 21 a 21. Ainda assim, os comandados de Marcelo Mendez fecharam o set em 25 a 23.

O ace de Cachopa logo no primeiro ponto deu o tom do segundo set, que chegou a ser equilibrado no primeiro terço, mas depois foi melhor para a Raposa, que chegou a abrir oito pontos de vantagem (18 a 10), com boa atuação do americano Sander. Apesar de pequena melhora dos donos da casa, o Cruzeiro fechou a segunda parcial em 25 a 18.

Na terceira parcial, elenco celeste trabalhou forte e demonstrou volume de jogo, com Sander em alto nível. O Cruzeiro chegou a ficar nove pontos à frente do placar (17 a 8) e apenas administrou o restante do set, que terminou em 25 a 19. Com o resultado, o Sada Cruzeiro chega à terceira vitória seguida na Superliga Masculina, contabilizando 35 pontos na tabela, com 12 triunfos em 14 partidas. Já o Maringá vai para a oitava posição, com 20 pontos, com seis vitórias e oito derrotas.

Na quarta rodada, o Sada Cruzeiro continua sua caminhada fora de casa e enfrenta o Caramuru Vôlei, às 20h (de Brasília), do dia 2 de fevereiro, próximo sábado. A partida acontecerá na Arena Multiuso, em Ponta Grossa. Já o Copel Telecom Maringá Vôlei recebe o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão, no mesmo dia, mas uma hora antes.

As duas equipes já tinham se encontrado no último sábado, pela semifinal da Copa Brasil, e quem se deu bem foi o Sada Cruzeiro, que não somente venceu, como passou para a final e derrotou o Minas, levando o título do torneio.