<
>

Semifinais da Copa do Brasil agitam final de semana

A sexta-feira (1) será de muita emoção com a disputa das semifinais da Copa Brasil feminina de vôlei 2019. Na primeira partida do dia, o Praia Clube jogará com o Sesi Vôlei Bauru, às 19h30, e, na sequência, às 21h30, o Minas Tênis Clube duelará com o Osasco-Audax. As partidas serão disputadas no ginásio Perinão, em Gramado (RS).

A final da competição acontecerá no sábado (2), às 21h30. O Osasco é o atual campeão e luta pelo seu quarto título da Copa Brasil.

No primeiro confronto do dia, o Dentil/Praia Clube, atual vice-campeão da competição, jogará com o Sesi Bauru, campeão paulista. A central Carol, do time de Uberlândia, espera um jogo equilibrado, mas está confiante em um bom desempenho das mineiras.

“Será um jogo super importante. O Bauru cresceu muito durante a temporada. Elas estão com um jogo mais sólido. Acredito que o confronto será mais equilibrado. As duas equipes evoluíram e teremos um fator a mais, que será a luta pelo título. Isso nos dá mais motivação. Espero que possamos fazer o nosso melhor. Acredito na força do nosso grupo e vamos lutar para conseguir a vaga para final”, disse Carol.

Pelo lado do Bauru, a central Valquíria ressaltou a importância da concentração no duelo contra o Praia Clube. “O fato de termos nos classificado para disputar a Copa Brasil foi muito importante, pois é uma competição que reúne grandes equipes e trata-se de uma título inédito para nosso time, assim como já foi o do Paulista. Temos a consciência que as dificuldades serão imensas, ainda mais por tratar-se de uma fase final e também por enfrentarmos o Praia, que não é o líder da Superliga à toa. Por isso, temos que entrar bastante concentradas para esse jogo”, analisou Valquíria.

No segundo jogo do dia, o Minas, vice-campeão mundial de clubes, enfrentará o Osasco, atual campeão da Copa Brasil. A oposta Bruna, do time mineiro, falou do momento atual e mostrou otimismo para o duelo decisivo.

“Agora é virar a ficha e pensar no Osasco, que é um time difícil, é um jogo bem disputado, com jogadoras muito importantes do outro lado. Então é focar. Ganhamos um jogo importante (contra o Bauru, pela Superliga) e estamos pensando, agora, na sexta-feira. Vamos concentrar, porque vai ser difícil, não tem como não ser, mas estamos preparadas”, explicou Bruna.

No Osasco, a central Walewska lembrou da classificação do time de Osasco para semifinal e ressaltou a evolução da equipe. “Nossa classificação para a semifinal foi difícil e vencemos o terceiro colocado no primeiro turno da Superliga (Barueri). Essa vitória motivou muito o grupo. Vamos defender o nosso título e treinamos bastante para essa competição. Nos últimos jogos mostramos crescimento e a expectativa é de uma boa apresentação na sexta-feira”, afirmou Walewska.

Esta é a sexta edição da Copa Brasil. As duas primeiras edições, em 2007 e 2008, tiveram o Rexona-Ades (RJ) e Osasco como campeões, respectivamente. O torneio voltou a ser disputado em 2014, e esta será a quinta edição consecutiva. Na última edição, vitória do Vôlei Nestlé (SP) sobre o Praia.