<
>

Semifinais da Copa Brasil contarão com reedição da final de 2016

Vencedores na rodada classificatória, os semifinalistas da Copa Brasil masculina de vôlei conheceram, nesta quarta-feira os cruzamentos das semifinais da competição. No dia 25 de janeiro, o Cruzeiro e o Rio de Janeiro se enfrentarão às 19h na busca pela classificação para a final, enquanto o Sesi-SP e oTaubaté disputarão a outra vaga na grande decisão a partir das 21h30. Os dois jogos serão no ginásio do Sesi da Vila Leopoldina, em São Paulo (SP).

Os times mineiro e carioca abrirão a semifinal com a partida que tem tudo para ser de alto nível. Segundo o capitão do Cruzeiro, Filipe, a expectativa é de mais um jogo difícil – as equipes fizeram um 3 a 2 no primeiro turno da Superliga após grande equilíbrio.

“Vai ser pedreira, uma super semifinal, com os quatro melhores times atualmente no país. Jogo contra o Rio de Janeiro é sempre difícil, eles estão brigando pela liderança na Superliga e sabemos da qualidade do time deles, que conta com grandes jogadores, mas nós também estamos retomando a nossa melhor forma depois do Mundial e da folga. Agora é voltar com tudo para encarar o time deles em dois jogos, um já no próximo sábado pela Superliga e depois na semifinal da Copa Brasil. Nossa luta sempre é buscar o melhor. E a nossa equipe está trabalhando para isso”, destacou.

Capitão do RJ, o central Maurício Souza também falou sobre a semifinal: “Esperamos fazer um bom jogo e dar sequência ao crescimento da equipe. Sabemos da dificuldade que vai ser. A responsabilidade é do Cruzeiro. Eles são os favoritos e nós vamos comendo pelas beiradas. Temos que aproveitar as oportunidades que surgirem, respeitando, mas indo para cima deles. O vôlei é um jogo que só acaba quando o juiz apita a última bola. Enquanto isso, está tudo aberto para ambos os lados. Um fato é que tem tudo para ser um jogão e um um espetáculo para quem assistir”.

O segundo jogo também promete equilíbrio e alto nível. O time da casa, Sesi-SP, receberá o Taubaté em reedição da final da competição de 2016/17. Na ocasião, o Taubaté foi o grande campeão. Segundo os capitães, a partida deve ser mais uma vez de muita disputa, assim como aconteceu no primeiro turno da Superliga 17/18.

“Essa fase da Copa do Brasil conta com os quatro melhores times do país. Independentemente do adversário, qualquer um seria dureza. Difícil falar em resultados. Nosso time tem que se preparar para jogar um campeonato curto e fazer o melhor possível. Vamos jogar em casa e sem dúvida que o nosso objetivo é ganhar. O time está com essa mentalidade e está dando muita importância a esse título, principalmente por estarmos em casa. Taubaté é um time formado para ganhar campeonato. Fizemos um 3 a 2 lá em cima, um bom jogo no turno da Superliga e acredito que dessa vez vai partir para esse mesmo caminho”, opinou William Arjona.

Capitão do time taubateano, Raphael também aposta em um jogo bastante equilibrado. “Conseguimos uma classificação suada contra o Minas, que fez um excelente jogo, e que premia ainda mais a conquista da vaga. Agora na semifinal, sabemos que vamos enfrentar um adversário muito forte, um time que em toda a nossa trajetória sempre fez jogo duro. Essa é uma competição de alto nível, com quatro times com capacidade de serem campeões. Respeitamos muito o Sesi-SP, que vai estar em casa, mas vamos em busca de mais um título”, concluiu Rapha.