Em 2001, o trinitino Dwight Yorke era um dos atacantes mais temidos do mundo. Vivendo o auge da forma, ele era titular do "SuperManchester United" que conquistou a tríplice coroa na temporada 1998/99 (Premier LeagueFA Cup e Champions League), além de ter vencido o Mundial de Clubes de 1999 em cima do Palmeiras de Luiz Felipe Scolari, e seguia como destaque da linha de frente dos "Diabos Vermelhos" nos anos seguintes, ganhando mais títulos. 

Na mesma época, porém, ele se envolveu na maior polêmica de sua carreira, e perdeu a chance de disputar a Copa do Mundo de 2002 com a seleção de Trinidad & Tobago. E o responsável por punir o craque de maneira dura foi um brasileiro.

Trata-se do técnico René Simões, que comandou a seleção do arquipélago entre 2001 e 2002 e a levou até a fase final das eliminatórias da Concacaf, mas não conseguiu a classificação para o Mundial da Coreia do Sul e Japão. Muito disso por não poder contar com a principal estrela de sua equipe, barrada por indisciplina. 

Comentários

Relembre lances de Dwight Yorke, um dos atacantes mais temidos do mundo em 2001

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.