<
>

Australian Open: Djokovic não deixa Nadal respirar, vence em três sets e se torna maior campeão da história do torneio

Rafael Nadal não havia perdido um set no Australian Open. Mas na grande final contra Novak Djokovic, o espanhol não teve tempo de respirar.

O sérvio, número um do mundo, foi dominante do começo ao fim, fez três sets a zero - com parciais de 6/3, 6/2, 6/3 - e venceu seu sétimo título em Melbourne. Ele é, agora, o maior campeão da história do torneio australiano.

Nadal começou o jogo de forma sonolenta, e Djokovic abriu 5 a 1 sem muito esforço no primeiro set. O espanhol até esboçou uma recuperação, mas nada feito. O sérvio se impôs no saque, venceu 20 dos 21 pontos de seu serviço e fechou o set em 6 a 3.

No segundo set, Nadal conseguiu incomodar o saque de Djokovic em algumas oportunidades. Como quando fez o sérvio trabalhar muito para vencer o sexto game. Mas tudo que o espanhol tentava, o rival respondia com ainda mais força. E o último game do segundo set deixou isso muito claro: em um minuto, três aces e a vitória para fazer dois a zero com um 6 a 2.

O terceiro set foi, talvez, o mais equilibrado da decisão. Nadal chegou a ter uma chance de quebrar o saque de Djokovic para empatar em 3 a 3, mas o sérvio acabou confirmando o serviço. O restante do set seguiu sob o controle de Djoko, que teve de trabalhar mais e contou até mesmo com a sorte - como quando sua devolução bateu na rede e perdeu velocidade para confirmar o game do 5 a 3.

No último game, o sérvio não deu chances para Nadal. Com uma quebra de serviço, Djokovic fechou o set em 6 a 3 e confirmou seu heptacampeonato.

Agora com sete títulos - e nenhuma derrota em finais de Australian Open -, Djoko deixa Roger Federer e Roy Emerson para trás e se torna o jogador mais vezes campeão do torneio australiano.

Além disso, o sérvio escreve seu nome na história do tênis de diversas formas: ele se tornou o terceiro maior vencedor de títulos de major, com 15 - superando Pete Sampras, está atrás de Federer (20) e Nadal (17).

A final do Australian Open de 2019 também se tornou a decisão de major em que Djoko menos perdeu games - foram apenas oito, o recorde era de nove, contra Andy Murray, em 2011 na Austrália,

De quebra, o sérvio se tornou o primeiro jogador de todos os tempos com três sequências distintas com ao menos três títulos de major - Djoko venceu Wimbledon e US Open antes do Australian Open. Ele estava empatado com Roger Federer e Rod Laver.