<
>

Nadal supera dores, bate Khachanov e pega Federer na semi de Indian Wells

O tão aguardado duelo entre Roger Federer e Rafael Nadal irá acontecer. Depois de o suíço vencer seu duelo de quartas de final mais cedo nesta sexta-feira, o espanhol também entrou em quadra e confirmou sem favoritismo. Diante do jovem promissor Karen Khachanov, Nadal superou dores no joelho e venceu por 2 sets a 0, com duplo 7/6 (7-2).

Com o resultado, Nadal segue vivo na busca pela sua 118ª final da carreira, além do tetracampeonato no deserto californiano. Presente em 33 decisões de Masters 1000, o canhoto de Mallorca já triunfou no torneio em três oportunidades, 2007, 2009 e 2013, além do vice-campeonato em 2011.

E para a alegria dos fãs de tênis, a semifinal de Indian Wells será mais um capítulo do clássico Fedal. Ao todo, os dois já se enfrentaram 38 vezes, com boa vantagem a favor do espanhol: 23 vitórias contra 15 de Federer. No retrospecto recente, porém, o suíço levou a melhor: o último confronto entre eles foi em 2017, ano em que o Leão da Montanha venceu todos os quatro jogos, inclusive a final deste mesmo Masters 1000.

Como em aconteceu em embates anteriores, Nadal teve dificuldades para confirmar o serviço, cometeu uma dupla falta e viu o russo abrir 2/0. O espanhol de 32 anos, entretanto, cresceu de produção, deu o troco no sexto game, quando aproveitou erros de Khachanov junto à rede, e levou a partida ao tiebreak, onde levou a melhor sem maiores dificuldades.

Durante o segundo set, Nadal sentiu dores no joelho direito (velho conhecido do Espanhol) e precisou pedir duas vezes atendimento médico. Contudo, o Toro Miúra superou as dores e ainda aproveitou um Khachanov abalado mentalmente para seguir firme no jogo. Os tenistas alternaram quebras e a decisão foi novamente para o tiebreak. No desempate, Nadal, mais sólido, se impôs contra o jovem russo e decretou o triunfo.