<
>

Surfistas brasileiros são homenageados na fachada da Fiesp

Apesar do concreto, São Paulo é a cidade sem praia com o maior número de surfistas do planeta. Para contagiar os pedestres da principal avenida da cidade, a fachada da Fiesp recebe imagens dos principais surfistas brasileiros da atualidade até o dia 3.

Maya Gabeira, que no ano passado entrou para o Guiness Book, após surfar uma onda de 20,72 metros na Praia do Norte, em Nazaré, Portugal; Rodrigo Koxa que também entrou para o Guiness ao surfar impressionantes 80 pés (cerca de 24,4 metros) nas mesmas poderosas ondas da Praia do Norte. O bicampeão mundial de surf Gabriel Medina, o campeão mundial Adriano de Souza e o surfista mais criativo da atualidade, Filipe Toledo, poderão ser vistos pelo público que passar pelo local, todos os dias das 20h00 às 6h00.

A ação faz parte do maior festival de cultura surf do país: Festivalma. A 13ª edição do evento ocupará a sede do Centro Cultural FIESP até o dia 3 de fevereiro com arte, música, cinema e uma programação completa sobre o tema “Brasil do Surf”.

“O Festival esse ano mostra a paixão que o brasileiro tem pelo surf. Convidaremos o público que passar pela Paulista a conhecer os artistas brasileiros que expressam cores, alegria, bem estar; os filmes, a fotografia e a música que levaremos, tudo genuinamente brasileiro”, explica Romeu Andreatta, idealizador do evento.

A Brazilian Storm só volta a competir pelo Circuito mundial de surfe em abril, quando a primeira etapa acontece na Austrália.