Renato Senise

Renato Senise

Elogiado por Benitez e Mourinho, Kenedy comemora início promissor no Newcastle: ‘Aqui vou jogar, e na posição que gosto’

Uma nova chance para mostrar que tem talento e que pode jogar em alto nível na Europa. Assim, Kenedy encara o desafio de vestir a camisa do Newcastle. E já chegou mostrando serviço. Logo na estreia (empate em casa em 1 a 1 com o Bunrley), sofreu pênalti, deu assistência e acertou uma bola na trave. Titular nas três partidas desde que chegou, passou a ser elogiado pela imprensa inglesa, pela torcida e por seu treinador. 

No vídeo acima, o técnico Rafa Benitez fala que já havia tentado contratar Kenedy sete meses atrás, no início da temporada. Fala também que Kenedy é jovem, talentoso, e precisa jogar. Até Jose Mourinho, primeiro treinador de Kenedy no Chelsea, aparece elogiando o jogador brasileiro. Mourinho que realmente apostava no então jovem de apenas 19 anos quando era o comandante dos Blues. Em sua primeira temporada no Chelsea (2015-2016), Kenedy participou de 20 partidas, fazendo dois gols.

Mourinho saiu, o brasileiro viu seu espaço no clube diminuir. Foi emprestado para o Watford. Ia ficar a temporada de 2016-2017 inteira por lá, mas disputou apenas uma partida. Quatro meses depois de ser emprestado, voltou para o Chelsea, atrapalhado por seguidas lesões.

No retorno, o brasileiro encontrou um treinador que não confiava nele. Sob o comando de Antonio Conte, Kenedy passou a disputar apenas partidas menores, da Copa da Inglaterra e Copa da Liga Inglesa. A ironia é que ele sempre jogava bem, mas nunca recebeu a chance de pelo menos entrar em jogo de Premier League ou Champions League. 

Só ganhou destaque por causa de um mal-entendido. Durante uma viagem do Chelsea para a China na pré-temporada, postou uma brincadeira em uma rede social que acabou sendo vista como um insulto aos chineses. Foi obrigado a voltar para a Inglaterra mais cedo, sozinho. Depois disso, quase não se falou mais dele na terra da rainha.

Nessa temporada, disputou apenas seis partidas. Fez um gol. Queria jogar mais. Por isso, o convite do Newcastle foi um bom negócio para todos. Melhor: Kenedy voltou a jogar na posição que mais gosta, a de ponta esquerda. Lá, pode mostrar que tem habilidade, agilidade e talento na perna esquerda para chutar, cruzar, dar assistências. 

Kenedy ficará no clube do norte da Inglaterra até o fim da temporada. Depois disso, ninguém sabe o que irá acontecer. Ele mesmo, na entrevista do vídeo acima, afirma que seu futuro é incerto. O vínculo com o Chelsea vai até o meio de 2020. Tempo suficiente pra mostrar que Antonio Conte está errado e Mourinho e Rafa Benitez têm razão.