Varal ESPN

Varal ESPN

Americanos, japoneses e turcos: como Barcelona terá camisa de quase R$ 1 bilhão, a mais cara do mundo

ESPN.com.br
EFE/Juan Carlos Cárdenas
Philippe Coutinho comemora após marcar seu primeiro gol pelo Barcelona
Philippe Coutinho comemora após marcar seu primeiro gol pelo Barcelona

Nesta semana, o Barcelona assinou um novo contrato de patrocínio com a Beko. A empresa turca do ramo de eletrônicos irá estampar sua marca na camisa de treino do clube catalão, que estava sem nenhum anunciante na parte frontal. 

O acordo foi muito bom para o Barça: 19 milhões de euros (R$ 76,64 milhões) por temporada, o que dará 57 milhões de euros (R$ 229,93 milhões) pelos três anos de vínculo.

A Beko, aliás, já estava presente nos uniformes blaugranas, com o logo aparecendo nas mangas da camisa de jogo e nas costas da camisa de treino. Agora, porém, ela passará para a parte frontal da indumentária de treino. 

Com esse novo acordo com a Beko, a camisa do Barcelona (somando a de jogo e a de treino) passa a ser de longe a mais valorizada do futebol mundial, na casa de R$ 1 bilhão.

O time catalão, que neste domingo, encara o Getafe, às 13h15 (de Brasília), com transmissão exclusiva da ESPN Brasil e do WatchESPN, ganha ainda muito dinheiro em seus contratos com a norte-americana Nike, sua fornecedora de material esportivo, a com a japonesa Rakuten, sua patrocinadora master.

Na última renovação com a Nike, acertada em 21 de maio de 2016 até 2026, o Barça foi "presenteado" com um incrível acordo de 105 milhões de euros (R$ 423,56 milhões) fixos por ano, mas que podem subir até 155 milhões de euros (R$ 625,25 milhões) anuais de acordo com metas.

Já o contrato com a Rakuten prevê o pagamento de 55 milhões de euros (R$ 221,86 milhões) de euros por ano até 2021. Ainda há bônus de 1,5 milhão de euros (R$ 6 milhões) se o Barça ganhar La Liga e 5 milhões de euros (R$ 20,16) se a equipe de Ernesto Valverde faturar a Champions League.

O contrato entre os blaugranas e a empresa, aliás, é o melhor do mundo, à frente de Manchester United e Chevrolet (54 milhões de euros/ano), Chelsea e Yokohama Rubber (44 milhões de euros/ano), Bayern de Munique e Deutsche Telekom (35 milhões de euros/ano) e Arsenal e Emirates (também 35 milhões de euros/ano).

Também bate por muito Real Madrid e Emirates (30 milhões de euros/ano), Paris Saint-Germain e Emirates (25 milhões de euros/ano), Liverpool e Standard Chartered (24 milhões de euros/ano), Manchester City e Etihad Airways (24 milhões de euros/ano) e Tottenham e AIA (21 milhões de euros/ano).

Portanto, se nesta temporada o clube da Catalunha ganhar o Espanhol e a Liga dos Campeões, irá faturar 235,5 milhões de euros só com seus patrocinadores. Serão 155 milhões de euros com a Nike, 61,5 milhões de euros com a Rakuten e 19 milhões de euros com a Beko, o que dá R$ 950 milhões.

Tá bom ou quer mais?