Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira

Eu e a arquibancada

Mauro Cezar Pereira, blogueiro do ESPN.com.br

Inspirado no grande botafoguense João Saldanha, em seus tempos de rádio, Kléber Leite, flamenguista assumido desde sempre, costumava dizer que "ninguém é filho de chocadeira". Era uma maneira de lembrar que todos na imprensa esportiva têm suas cores, uma história de torcedor, algo evidente mas que muitos esquecem.

Nasci em Niterói (RJ). Uma conclusão quase óbvia é meu time de infância ser carioca. Repórter, cobri os quatro grandes do Rio de Janeiro. Houve um clube onde os dirigentes não gostavam nem um pouco de minhas matérias. Aos colegas perguntavam pra quem torcia quando liam o que os desagradava. Ao ouvir a resposta, duvidavam.

Reprodução
Página da editoria de Esportes do Jornal do Brasil de 26 de fevereiro de 1993
Página da editoria de Esportes do Jornal do Brasil de 26 de fevereiro de 1993

Isso me deixava orgulhoso, sinal de que estava separando bem trabalho e minha história de arquibancada. Nem poderia dizer que estava sabendo isolar sentimento e jornalismo porque minha profissão é uma grande paixão, ela sempre fica acima.

É como ganho a vida e distorcer os fatos não passaria de tolice, que não faria o pênalti perdido entrar ou o goleiro defender a bola que foi às redes. E não estaria sendo honesto comigo mesmo, menos ainda com quem nos acompanha, lê, ouve. 

Há colegas que dizem para quem torcem quando perguntados, outros declaram abertamente e tem quem não revele nem sob tortura. Não costumo falar sobre isso por achar irrelevante no exercício de minha profissão. Qual a importância disso, afinal?

Mauro diz que torcedor não quer saber time de técnico e jogador, mas tem fetiche pelo do jornalista

Desde 2004 na ESPN, sempre mantive tal posição. Não se trata de "esconder", "não assumir", "disfarçar". Só não acho importante. Se um jogador nasce torcedor de um time e mais tarde defende o rival ele é "profissional". Por que jornalistas não podem ser?

Afirmo que não há torcida de time grande que jamais tenha se irritado com meus comentários e textos nesses 12 anos, o que encaro como parte da missão. Duro é o comentarista não despertar reações, ser ignorado por não dizer nada.

Há casos em que, depois, voltam atrás e até concordam comigo. Em outros isso não acontece, inclusive porque o futebol mexe com os corações e vivemos tempos de intolerância com qualquer opinião que não se pareça com as das pessoas.

Gostaria de ir mais vezes a estádios, mas nem sempre é possível, pois geralmente trabalhamos durante as rodadas. Mas quando dá, lá estou. Não sou e jamais serei o tal  "jornalista de ar condicionado". E levo a sério a máxima "não quero cadeira numerada". E por aparições na arquibancada, tenho sido "acusado" de torcer pelo Flamengo.

Alguns tentam me rotular como "tendencioso". Generoso que sou, para facilitar o entendimento elaborei uma listinha (abaixo) com alguns textos meus e vídeos. Os comentários não seriam chancelados pela assessoria de imprensa rubro-negra.

Se depois de ler e ouvir alguém insistir em tal tese, paciência. Apenas respeitarei o direito que as pessoas têm de parecerem idiotas. Pois em 2016 o Pacaembu virou "Maracanã", ficou parecido com meu velho habitat. Lá estive e continuarei indo.

Reprodução
Trecho do texto sobre os 100 anos do Palmeiras
Trecho do texto sobre 100 anos do Palmeiras

Patrulha alguma vai me tirar tal direito. Ainda mais de quem me "condena", mas aplaude JORNALISTAS que torcem pelos SEUS times e vibram quando os mesmos são vistos e/ou fotografados no meio de SUAS torcidas. Tacanho, não?

Gente que age assim é tão patética que esquece o óbvio: pagam para ver jogadores que jamais torceram por seus clubes. Que vestem a camisa tão amada pelo dinheiro. Sim, por dinheiro. É como funciona o futebol profissional.

Mas querem patrulhar jornalistas pelo histórico de torcedor. Se preocupam com isso como se fosse revelante, mas ficam incomodadinhos ao saberem que o comentarista — que NÃO é pago pelo clube — não torce para o time DELE. Como se os jogadores torcessem! Ah ah. Deve ser preciso fazer força para alcançar tal nível de estupidez. 

Nunca ganhei um centavo de clube de futebol. Jamais prestei serviços a qualquer agremiação. Em meus 33 anos de jornalismo, dentro ou fora do esporte, sempre recebi minha remuneração das empresas para as quais trabalhei e trabalho.

Não é meu objetivo, amo o que faço, mas se um dia atuar profissionalmente em um clube, seja qual for, serei assessor de imprensa ou algo do gênero. Não acumularei funções em veículos de comunicação, pois é absolutamente incompatível.

Seguirei do lado de cá do balcão, e num dia de folga, posso aparecer numa arquibancada. Pagando pelo ingresso, como você. Aqui ou na Argentina, onde existe um time que, pela sua incomparável torcida, me cativou há mais de duas décadas.

Reprodução
Post deste blog publicado em 26 de agosto de 2014
Post deste blog publicado em 26 de agosto de 2014

Minha filha torce pelo Palmeiras. Quando mais nova, a levei muitas vezes ao Palestra Itália. Lá, compartilhávamos a paixão pelo futebol. Quando o clube completou 100 anos, escrevi, de coração, um texto em homenagem — clique aqui e confira.

Muitos que leram me perguntaram qual era o adversário da Academia — assim chamada, como o querido Racing Club — comandada por Ademir da Guia naquela noite no Maracanã. Já que desejam tanto saber... Ora, ele vestia vermelho e preto.

PARA LER, VER E OUVIR:

O título que se deve a um absurdo erro do bandeirinha

Mauro cobra diretoria para que Fla olhe competições internacionais com 'respeito máximo'

Mauro analisa eliminações do Fla: 'Postura arrogante nessas competições'  

Mauro: 'Se o Flamengo não melhorar o desempenho ofensivo, não vai ganhar campeonato nenhum'

Mauro alerta que volta ao Maracanã não garante Fla mais forte após 7 vitórias seguidas como mandante 

Mauro cita pontos 'jogados fora' pelo Flamengo e diz que Zé Ricardo não prioriza qualidade técnica  

Mauro elogia superação do Botafogo e critica frieza do Fla: 'Time sem alma'
Torcida do Fener não gosta de Diego, que fez temporada fraca e tenta liberação para jogar no Fla 

Fla protesta contra Héber na CBF, mas massacre corintiano não pode ir só na conta do árbitro

DataESPN analisa deficiências defensivas do Fla-Flu: 'Os dois ainda têm problemas', diz Mauro

Mauro estranha Mancuello e Cuéllar no banco do Fla e exige convicção sobre cobrador oficial de pênalti

Mauro aponta erros de Zé Ricardo no Flamengo do 'presidente turista' 

Mauro, sobre Bandeira ao lado de Dunga e Gilmar: 'Fez uma goleada contra ele mesmo'

Mauro comenta mando de campo do Fla e detona dirigentes: 'Não conhecem futebol'

Palmeiras supera Fla, curte 'olé' e cartolas ignoram o que é mando de campo 

Mauro analisa Zé Ricardo no Fla: 'Se for bem, acho que fica' 

Mauro vê Rodrigo Caetano sendo 'fritado' e diz que Ricardo Rocha no Fla seria 'aberração' 

Fritura no Flamengo escancara gestão antiquada no futebol

Mauro diz que Fla caiu na história da reciclagem do Muricy 

Muricy e Aguirre têm tratamentos que deveriam ser invertidos em Fla e Galo 

O belo aproveitamento de Santa e Palmeiras, Galo vertical e Fla ainda no falso "tiki-taka"

Após repúdio à CBF, presidente do Flamengo diz que seria indelicado recusar chefia da delegação

Flamengo sem rumo 

Mauro enumera erros do Fla e diz: 'Falta muito para ser um time minimamente competitivo'

Mauro, sobre prêmio de mais comentado do Twitter para o Fla: 'O presidente do clube não pode se prestar a esse papel' 

Fla freguês do Vasco e Muricy como grife superada por técnicos menos badalados 

Fernandinho, Grêmio e Fla: negócio lembra venda de carro usado problemático 

Mauro questiona 'contradição' em prioridades do Fla: 'Quem é que manda?' 

Indiferença com a torcida, má distribuição de ingressos e arrogância em campo; Mauro detona passagem do Fla por Aracaju 

Mauro: 'Flamengo conseguiu escrever mais uma página na sua lista de vexames' 

Após projeções otimistas, Fla sofre para conseguir patrocínio 

Após recuo por pressão da Globo, Fla coloca futuro contrato de TV na condicional 

Fla e Flu, sem motivos para rir do rebaixado Vasco

Mauro: Flamengo é líder do 'ranking da vergonha' do Brasileiro

Mauro Cezar critica: 'Flamengo contrata técnico por grife ou disponibilidade, não por convicção'

Mauro expõe 'números absurdamente ridículos' de Guerrero no Fla e diz: 'Ele está devendo muito' 

Um time que não liga pra perder e o silêncio presidencial 

Perder, perder, perder...  

Mauro vê Oswaldo 'perdido' no comando do Fla: 'Não consegue arrumar o time' 

Flamengo e Palmeiras, vexames sem justificativa 

Para Mauro, Guerrero ainda está devendo no Flamengo

Galo 12 x 2 Fla, o freguesão 

O "esperto" Sheik de sempre. Fla vai lhe passar a mão na cabeça?

Flamengo, novo freguês vascaíno

Fla joga a toalha, desiste de ter Guerrero contra o Corinthians, mas ainda espera contar com Sheik 

Mauro diz que Fla 'engoliu a isca' do Corinthians ao aceitar não escalar Guerrero: 'Torcida foi enganada' 

Presidente do Fla admite acordo e só pode escalar Guerrero contra Corinthians se o rival autorizar 

Para Mauro, o atual Flamengo não tem DNA de time vencedor