Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira

Fla muda estatuto. Cartola incompetente ou desonesto terá que pagar com os próprios bens

Mauro Cezar Pereira, blogueiro do ESPN.com.br

Integrantes da oposição, o que podemos chamar de "o velho Flamengo", saíram antes de a votação terminar. Retirada silenciosa que pode simbolizar uma derrota para sempre. Emenda ao estatuto do clube enviada pelo Executivo foi aprovada por unaminidade no Conselho Deliberativo. E ela garante a responsabilidade fiscal em todos os departamentos como lei que passa a vigorar na Gávea.

O que isso significa? Que todo aquele que desejar ser dirigente do Clube de Regatas do Flamengo terá que responder com os seus próprios bens. Publicar balanço trimestral na internet e seguir regras comuns às empresas de capital aberto. Serão obrigados a respeitar o orçamento sob pena de perderem mandato. O cartola pode ficar inelegível por até 15 anos e até mesmo ser processado judicialmente.

A Lei de Responsabilidade Fiscal Rubro-Negra merece ser comemorada pela maior torcida do Brasil como se fosse um gol. O Flamengo é o primeiro clube do país a se adequar à Medida Provisória 671, item obrigatório para as agremiações que aderirem ao refinanciamento previsto na MP. Com isso, sonegação de tributos, apropriação indébita e outras práticas poderão custar caro aos (ir)responsáveis.

Em tempos nos quais ainda existem clubes torrando milhões que têm e que não têm, contratando jogadores sem ter como pagar, deixando de quitar impostos e se submetendo a multas pesadas, o passo dado pelos rubro-negros é simbólico e histórico. Até porque entre aqueles que saíram do clube lamentando a decisão do Conselho certamente há muitos que não mais irão se sentir motivados a voltar. Quer melhor?

Arte
Dirigentes terão que responder com os próprios bens caso não sigam as regras
Dirigentes terão que responder com os próprios bens caso não sigam as regras