Paulo Vinícius Coelho

Paulo Vinícius Coelho

Pai de Neymar publica carta de autorização do Santos para negociar com Barcelona em 2011

Paulo Vinicius Coelho
Reprodução
Documento mostra que Santos autorizou Neymar a negociar com outros clubes em 2011
Documento mostra que Santos autorizou Neymar a negociar com outros clubes em 2011

Depois das declarações do presidente licenciado do Santos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, de não ter conhecimento do adiantamento de 10 milhões de euros a Neymar, o pai do craque resolveu se manifestar e divulgou a carta de autorização do Santos para que o jogador negociasse com qualquer clube do mundo.

O documento data de 8 de novembro de 2011, como o pai de Neymar disse no Bate Bola de terça-feira. 

Na entrevista do presidente licenciado, Luis Alvaro, à rádio ESPN, ele afirmou ter dado autorização, mas não disse que havia um documento por escrito. "Ele me perguntou se eu o autorizava a conversar com outros clubes e respondi que não tinha como proibir. Você pode conversar com quem quiser", eu disse, respondeu Luis Alvaro.

A tendência neste momento é o Sonda tentar processar Neymar para participar do total da venda, estimado em 86 milhões de euros. O Santos não admite ter conhecimento do adiantamento de 10 milhões de euros, mas não deve fazer mais nada. Acha relativa a questão do assédio, até mesmo por ter autorizado o negócio, como o documento comprova.

Se alguém quiser processar Neymar não terá sucesso. As empresas do craque fizeram diversos contratos de natureza diferentes, que descaracterizam qualquer tipo de assédio.

Neymar ganhou bastante no negócio. Basicamente o que mereceu e trabalhou para receber.