Atletas lamentam expulsão de Carvajal; Zidane reconhece derrota dura

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Real Madrid de Zidane caiu diante do Barcelona em casa
Real Madrid de Zidane caiu diante do Barcelona em casa Getty

O retorno do Real Madrid ao Campeonato Espanhol não foi como os merengues esperavam. Depois de se sagrar campeão Mundial sobre o Grêmio, os comandados de Zidane não souberam aproveitar o primeiro tempo amplamente superior e acabaram sofrendo com o ataque letal do Barcelona, que marcou três gols e venceu em pleno Santiago Bernabéu.

Na coletiva após o duelo, Zidane reconheceu que o resultado foi um grande golpe no elenco, mas não viu o Real inferior ao Barcelona durante os 90 minutos. “Não creio que minha equipe esteja mal. Tivemos um bom começo, oportunidades de fazer gol, mas não fizemos. No segundo tempo marcaram em um erro nosso e depois, com 10 jogadores, fica mais difícil na questão física. É uma derrota dolorida”, disse o comandante.

A derrota deste sábado deixou o Real Madrid 14 pontos atrás do Barcelona. O time da capital possui um jogo a menos e o treinador se mostrou confiante na recuperação dos jogadores em busca dos triunfos. “Estamos doloridos, é uma derrota difícil, mas não muda nada e vamos seguir em frente para voltarmos mais fortes. Posso dizer que não merecíamos isso, mas o Madrid nunca se rende”, ressaltou Zidane.

Ao analisar o duelo, Varane também fez questão de exaltar o primeiro tempo do Real Madrid e lamentar a expulsão do companheiro Carvajal. “A primeira metade foi boa. Depois eles foram mais eficazes que nós. Com um a menos ficou ainda mais difícil, tivemos que correr ainda mais e nossa condição física foi inferior”, afirmou o zagueiro francês.

Para o clássico deste sábado, Zidane optou por mudar a escalação inicial do Real. O treinador tirou Isco e entrou em campo com Kovacic, que saiu de campo bastante questionado. Quem também, mais uma vez, não agradou aos torcedores foi Benzema, que teve apenas uma cabeçada na trave e saiu no decorrer do duelo.

Comentando sobre as escolhas do comandante, Marcelo saiu em defesa de Zidane e dos companheiros. “As exigências aqui são muito grandes, tem que saber lidar com a pressão. O Zidane faz suas escolhas e garanto que vou até a morte com ele. Ganhamos cinco títulos nesta temporada e não pode estar tudo errado”, completou o lateral brasileiro.

Comentários

Atletas lamentam expulsão de Carvajal; Zidane reconhece derrota dura

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.