Das arrancadas no Milan à visão no Orlando City, confira a história de Kaká nos videogames

Ricardo Caetano/ESPN.com.br
Reprodução/Konami
Em PES, Kaká passou de um driblador para um jogador com grande controle de bola
Em PES, Kaká passou de um driblador para um jogador com grande controle de bola

Aos 35 anos, sendo mais da metade deles dedicados ao futebol profissional, Ricardo Izecson dos Santos Leite, o "Kaká", anunciou sua aposentadoria. Após defender grandes clubes do futebol mundial como São Paulo, Milan e Real Madrid, além da Seleção Brasileira, o jogador deixa a vida dentro das quatro linhas.

Campeão do mundo com o Brasil em 2002, Kaká alcançou seu auge ao declarado o melhor do mundo em 2007, o último vencido por um jogador que não tenha os nomes "Messi" ou "Cristiano Ronaldo".

Kaká tem uma trajetória importante nos videogames, principalmente durante sua primeira passagem pelo Milan. Em Pro Evolution Soccer e FIFA, o brasileiro sempre foi um atleta de qualidade para o meio de campo de suas equipes.

Em FIFA, seu progresso passou de um jogador rápido e criativo no Milan para um atleta capaz de cadenciar o jogo no Real Madrid. Em sua fase "norte-americana", passou a ser um jogador com visão de jogo para colocar seus companheiros em posição de marcar.

Reprodução/EA Sports
Em FIFA, a velocidade de sua juventude deu lugar à visão de jogo com o passar dos anos
Em FIFA, a velocidade de sua juventude deu lugar à visão de jogo com o passar dos anos

Já sua trajetória por PES, Kaká foi retratado como um veloz driblador nos primeiros jogos. A partir de PES 2014, passou a ser um jogador mais cerebral, que controla a bola como poucos e com bom passe. Assim como em FIFA, seus números mais expressivos foram no Milan, mas o brasileiro nunca deixou de ser um jogador de destaque.

* No jogo, seu nome é "Kada".
** No jogo, seu nome é "C. Mendonca".