'League of Legends': Olleh vê Team Liquid como uma "atualização" da Immortals

ESPN.com.br
INVEN
Xmithie, Pobelter e Olleh, os três 'imortais' que atuarão pela Liquid em 2018
Xmithie, Pobelter e Olleh, os três 'imortais' que atuarão pela Liquid em 2018

"Eu pessoalmente acho que a Team Liquid é uma atualização da Immortals". Essa é a opinião do suporte sul-coreano Kim "Olleh" Joo-sung sobre a equipe que defenderá na primeira etapa da LCS norte-americana (LCS NA) em 2018. "Acho que podemos, pelo menos, terminar na 2ª colocação", afirmou também o jogador em entrevista ao site coreano Inven.

O suporte foi um dos cinco jogadores que tiveram os contratos adquiridos pela Team Liquid, após a Immortals não conseguir tornar-se uma franquia na liga. Do quinteto, permaneceram Olleh, o caçador filipino Jake "Xmithie" Puchero e o meio norte-americano Eugene "Pobelter" Park. Já o atirador chinês Cody "Cody Sun" Sun foi vendido para a 100 Thieves, enquanto o caçador canadense Andy "AnDa" Hoang foi reforçar a FlyQuest.

Como preparação para a nova etapa da LCS NA, a Team Liquid está realizando um bootcamp na Coreia do Sul. De acordo com Pobelter, a fila ranqueada coreana "é muito mais agradável e competitiva". O meio analisa que  "os jogadores Diamantes aqui podem ser comparados aos Desafiantes do servidor americano, e as equipes coreanas são realmente fortes". Outro benefício da ida do clube à Coreia é que, de lá, segundo o jogador, "também podemos treinar com as equipes chinesas". 

As expectativas do times para a próxima temporada são altas. "Esperamos ficar nas duas primeiras colocações. Vamos tentar dar o nosso melhor para vencer todos que vamos enfrentar", disse Xmithie de forma categórica. O caçador tem também uma meta pessoal: "meu objetivo final é fazer bem no Mundial, quando chegarmos lá". Pobelter e Olleh também acreditam que a Liquid pode chegar à decisão da LCS NA.

Segundo o suporte, o estilo de jogo da Liquid, no geral, será "semelhante ao da Immortals, mas com algumas diferenças". Uma delas, na visão de Olleh, é o estilo de jogo do coreano Jung "Impact" Eon-yeong, diferente do topo do antigo time, o também sul-coreano Lee "Flame" Ho-jong

Pela "bagatela" de US$ 10 milhões, a Team Liquid foi uma das participantes da LCS NA que adquiriram uma vaga permanente na liga profissional da região com a mudança para o modelo de franquias. Para disputar a primeira edição da competição, a organização investiu alto em contratações, reformulando todo o plantel. Além do trio ex-Immortals, também ingressaram na equipe Impact, vindo da Cloud9, e o atirador americano Yiliang "Doublelift" Peng, ex-Team SoloMid.