Riquelme desdenha de Flamengo e Grêmio e diz que ganhar Libertadores agora 'não é tão difícil como antes'

ESPN.com.br
Getty
Juan Román Riquelme durante jogo entre Argentinos Juniors e River Plate em 2015
Juan Román Riquelme durante jogo entre Argentinos Juniors e River Plate em 2015

Juan Román Riquelme é uma verdadeira autoridade quando o assunto é a Copa Libertadores. Afinal, o "enganche" conquistou três títulos continentais com o Boca Juniors (2000, 2001 e 2007) e se tornou uma lenda na América do Sul.

Por isso, quando ele fala sobre a competição, você para para ouvir. E em entrevista ao programa Pasión por el Fútbol, do Canal 13 da Argentina, o ex-jogador polemizou.

Cara a Cara a Cara: BB Debate monta seleção do Grêmio com campeões da Libertadores

Para Riquelme, ganhar a Libertadores atualmente é mais fácil do que em sua época. Ele criticou o futebol apresentado no Brasil tendo como métrica os dois finalistas de torneios sul-americanos nesta temporada, Grêmio (campeão da Libertadores) e Flamengo (vice da Sul-Americana).

"Já não é tão difícil ganha-la, agora qualquer um pode ganhar. As equipes do Brasil já não estão tão fortes como antes. Agora, por exemplo, o Flamengo não demonstrou grande coisa e o Grêmio, como mandante, não foi uma coisa de maravilhas", afirmou.

Debate sobre 'perfil de Libertadores' gera discordância entre Gian Oddi e Arnaldo Ribeiro; veja

"Tampouco estão os mexicanos. Em seu momento, viajar até lá era complicado", lembra Riquelme.

Citando os casos de Independiente del Valle e Lanús (finalistas vencidos da Libertadores em 2016 e 2017, respectivamente), o ex-camisa 10 do Boca decretou: "Já não te surpreende que um time não tão grande chegue a uma final".

Juca Kfouri ironiza fila de espera para a Libertadores: 'É um campeonato que não terminou'

Riquelme aproveitou para fazer uma "pressão" no time que o projetou: "O Boca tem que ganhar a Libertadores em 2018".