Ex-'novo Messi', reforço argentino de Ceni fez gol no Arsenal e foi cobiçado pela seleção espanhola

Vladimir Bianchini, do ESPN.com.br
Veja o gol de Pacheco, reforço de Ceni para o Fortaleza, pelo Atlético de Madrid contra o Arsenal em 2009

Anunciado como reforço do Fortaleza, o argentino Germán Pacheco, 26 anos, é o oitavo jogador contratado desde a chegada do técnico Rogério Ceni.

Após começar nas categorias inferiores do Vélez Sarsfield, ele se transferiu aos 16 anos para a base do Atlético de Madri. Tratado como uma das maiores joias da equipe colchonera, chegou a ser tema de uma reportagem do jornal espanhol Marca que o chamou de novo Messi.


"Ninguém se parece com Messi. Ele é o melhor do mundo. Me compararam com ele, mas esperavam algo de mim que eu não seria, essa é a realidade", opinou, em entrevista exclusiva ao ESPN.com.br.

Com as atuações de destaque na base do time de Madri, Germán Pacheco foi cobiçado pela seleção espanhola, sendo chamado aos 17 anos para fazer alguns treinos com a equipe principal comandada por Vicente Del Bosque. 

Mesmo tendo balançado com as investidas da "Fúria", optou por defender a Argentina nas categorias inferiores quando foi convocado para o Torneio de Toulon. 

"Queriam que eu jogasse na seleção espanhola, mas me chamaram para a Argentina e não pensei duas vezes (risos)", contou Pacheco.

Em 2009,  se profissionalizou pelo time colchonero e entrou na partida contra o Arsenal na Emirates Cup. Após substituir o astro Sergio Aguero no duelo, ele anotou um gol de empate, aos 44 minutos do segundo tempo. O russo Arshavin, porém, marcou nos acréscimos e decretou a vitória dos Gunners por 2 a 1 no Emirates Stadium. 

"Muito feliz, um momento que nunca vou esquecer, estrear em campo e poder fazer um gol nesse estádio com o Atlético de Madri é algo que nunca vou esquecer. Até hoje ainda me perguntam desse gol (risos)", disse.

"Estava nervoso, não pensei que fosse entrar, mas quando o treinador me chamou e disse que entraria, senti muita felicidade naquele momento. Mas depois jogando, tudo passou e só desfrutei do momento", completou.

O argentino ainda atuou contra o Paris-Saint Germain na mesmo competição, mesmo assim não teve espaço no Atlético após o final da pré-temporada.

Jornal Marca
Jornal Marca reprodução

Com isso, a comissão técnica colchonera decidiu emprestá-lo para o Rayo Vallecano-ESP para jogar a 2ª Divisão da Espanha e ao Independiente, clube no qual venceu a Copa Sul-Americana em 2010. 

Germán ainda passou por Gimnasia-ARG e Karpaty-UCR, antes de chegar ao futebol peruano. A ligação do jogador com o país vem do fato de seu pai, Óscar Pacheco, ter sido atleta do Melgar-PER, nos anos 90. 

O argentino ainda passou depois por Unión Comercio-PER, Juan Aurich-PER, Córdoba-ESP e Pahang FA-MAL, antes de ir para o Ratchaburi-TAI. 

Em pouco tempo na Tailândia, porém, ele passou por uma situação inusitada por causa da morte do Rei Bhumibol Adulyadej, que paralisou várias atividades do país, incluindo o futebol. Como a previsão era de que a Liga Tailandesa ficasse paralisada por até um ano, o atleta voltou ao Peru. 

Ceni diz que já tem nomes para contratar no Fortaleza, fala sobre estilo de jogo e explica comissão técnica

Neste ano, Germán Pacheco foi campeão da Liga Peruana pelo Alianza Lima, com 32 partidas disputadas e oito gols marcados.  

Pedro Wambier, Ricardo Abdala e Eric Sdroiewski - sócios da Welt Sports - foram quem participaram da negociação com o Fortaleza. São eles que cuidam da carreira do atleta.

"Me motivou e gostei muito da ideia de jogar no Brasil, ainda mais em uma equipe que terá Rogério Ceni como treinador", concluiu.

O argentino é torcedor do Club Deportivo Morón, de Buenos Aires, e por isso carrega uma tatuagem com o escudo do clube em sua pele.

Comentários

Ex-'novo Messi', reforço argentino de Ceni fez gol no Arsenal e foi cobiçado pela seleção espanhola

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.