ProGaming derruba Team oNe e se classifica para a final da Superliga

ESPN.com.br

Riot Games
O atirador Luskka foi um dos destaques da ProGaming na semifinal da Superliga
O atirador Luskka foi um dos destaques da ProGaming na semifinal da Superliga

A ProGaming garantiu a primeira vaga na grande final da Superliga de League of Legends. Com seus 10 jogadores, a equipe que está sob o comando de Thiago "Djokovic" Maia e João Pedro "Dionrray" Barbosa venceu a Team oNe em uma série considerada fácil ao placar de 3 a 1.

A primeira partida começou bem para a ProGaming, que não se intimidou com a adição do sul-coreano Han "Lactea" Gi-hyeon  à equipe da Team oNe. Com uma escolha forte de Miss Fortune nas mãos de Lucas "Luskka" Felipe Rentechen, a PRG saiu na frente desde o início e chegou a deixar o placar no 7 a 0 até por volta dos 30 minutos de jogo. 

Lactea e seus novos companheiros até seguraram por bastante tempo e impediram algumas tentativas de objetivo da PRG, como o Barão, e a destruição de sua base por completo. A vitória da PRG, no entanto, foi apenas adiada em apenas alguns minutos, acontecendo aos quase 40 minutos com o placar de 13 a 4.

A segunda partida novamente teve dominância da ProGaming. Com Miss Fortune novamente nas mãos de Luskka e um poderoso Malzahar para Goku, a decisão da Team oNe e trocar Brucer por Marf - e ainda deixá-lo com uma Anivia - foi praticamente inutilizada. 

Fazendo ganks e rotações rápidas para conquistar objetivos desde o início do jogo, a PRG deixou a Team oNe praticamente acuada. Apesar de encaixar boas teamfights e até igualar o placar em um momento, os Golden Boys pecaram em muitos momentos (chegando inclusive a 'salvar' adversários ao errar habilidades), perderam um Barão e viram seu Nexus ser destruído aos 29 minutos, ao placar de 12 a 6.

Chegando ao terceiro jogo da série md5, a ProGaming decidiu colocar em campo seu time reserva. Desta vez, no entanto, a Team oNe não deixou certos picks para a adversária, escolhendo Gnar e Jarvan IV para VVvert e 4Lan, além de garantir um poderoso Varus para Lactea e Taliyah para Marf. Deu certo, e os Golden Boys conseguiram aproveitar melhor as rotações e ganks para crescer durante a partida, mesmo sendo bastante eliminados e até ficando para trás em vantagem em certos momentos. 

Um tanto quanto afobados, os reservas da PRG fizeram boas teamfights, mas muitas vezes não tiveram chance de aproveitar os abates conquistados e acabaram sofrendo nas mãos do forte split push de VVvert e Lactea. Ao fim, acabaram cada vez mais acuados em sua base até verem a chance de acabar a série em 3 a 0, com seu Nexus sendo destruído aos 35 ao placar de 23 a 23.

Voltando com seus titulares para o quarto e possível último jogo, a ProGaming fez escolhas decisivas com Elise para Minerva e novamente um Malzahar para Goku. Agressiva, mas cuidadosa, a equipe novamente saiu na frente em abates e objetivos, não dando espaço para a Team oNe ficar muito confortável no mapa. 

VVvert e seu Sion foi um dos mais afetados e não conseguiu crescer durante a partida. Lactea, apesar de estar forte com sua Xayah, também não teve chances de seguir as jogadas iniciadas por Redbert e muitas vezes acabou perdido nas teamfights. Brucer e seu Azir também tentaram melhorar o jogo para sua equipe, mas com praticamente todo o recurso em suas mãos, sua eliminação acabava por prejudicar muito o time.

Trabalhando o mapa pouco a pouco e sendo cautelosa, a ProGaming aumentou significativamente a vantagem sobre os Golden Boys e, após um roubo de Barão importantíssimo nas mãos de Minerva, não parou de atacar a base adversária. Ousado, Skybart foi um dos destaques da partida com seu Gnar, enquanto Goku e Luskka (Varus) também foram decisivos para a vitória conquistada aos 39 minutos, ao placar de 23 a 7.

Com a vaga na grande final garantida, a ProGaming aguarda o vencedor entre INTZ e paiN Gaming neste domingo (17), a partir das 13h. Já a disputa final da Superliga acontece em 23 de dezembro, também a partir das 13h.