7 motivos que fariam título mundial do Grêmio contra o Real ser o maior da história de um time brasileiro

ESPN.com.br

Lucas Uebel/Grêmio FBPA)
Grêmio busca seu segundo título mundial
Grêmio busca seu segundo título mundial

Quando o Real Madrid enfrentar o Grêmio no estádio Mohammed bin Zayed, em Abu Dhabi, pela final do Mundial de Clubes, às 15h (de Brasília), defenderá não apenas o bicampeonato mundial, como também a condição de favorito ao título. Motivos não faltam para possuir tal status.

Primeiramente, o clube espanhol é o  maior vencedor do torneio, juntando o Mundial de Clubes com a Copa Intercontinental. Os merengues possuem cinco troféus (1960, 1998, 2002, 2014 e 2016) e estão isolados na lista de vencedores, com uma conquista a mais do que o Milan. Os gaúchos triunfaram uma vez, em 1983.

O Real também é o ganhador máximo da Uefa Champions League, com 12 títulos. Aliás, a equipe tornou-se a primeira bicampeã do atual formato do torneio, que é disputado desde 1992-93. Seu principal perseguidor novamente é o Milan, só que a diferença é bem maior, uma vez que os italianos foram campeões do torneio em sete oportunidades.

Além da sala de troféus, a diferença também se dá no âmbito financeiro. De acordo com o site Transfermarkt, especializado em negócios do futebol, o clube espanhol tem o elenco mais valioso do mundo: 743,8 milhões de euros. O valor é mais de nove vezes superior ao do Grêmio: 78,9 milhões de euros.

Ainda sobre o aspecto financeiro, outro motivo do favoritismo dos madrilenhos é que, entre 2012 e 2016, nenhum time do mundo faturou quanto o Real: foram 2,779 bilhões de euros, segundo a consultoria Deloitte.

No campo, a equipe conta com ninguém menos do que o melhor jogador do mundo, Cristiano Ronaldo, que acaba de igular-se a Lionel Messi como cinco Bolas de Ouro – os dois são os maiores vencedores da premiação. O português ficou com o troféu pelo segundo ano consecutivo.

Zidane agradece elogios de Renato Gaúcho, mas diz que comparação com Ronaldo é 'um pouco forte'

À beira do campo, o time espanhol conta com o técnico mais vitorioso do mundo nos últimos dois anos. Desde que assumiu o comando, em janeiro de 2016, Zinedine Zidane faturou nada menos do que sete títulos: Uefa Champions League (duas vezes), Supercopa da Uefa (duas vezes), Campeonato Espanhol, Mundial de Clubes e Supercopa da Espanha.

Por fim, o Real Madrid ainda é um dos mais poderosos do mundo nos bastidores, sendo que ajudou a fundar a Fifa e tem grande influência tanto na Uefa quanto na Federação Espanhola. 

Superjogador da final do Mundial! Bate Bola escolhe os melhores entre Grêmio e Real Madrid

FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO X REAL MADRID

Local: Estádio Zayed Soccer City, em Abu Dhabi (EAU)
Data: 16 de dezembro de 2017, sábado
Horário: 15 horas (de Brasília)
Árbitro: César Ramos (México)
Assistentes: Marvin Torrentera (México) e Miguel Ángel Hernández (México)

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel, Jailson, Ramiro, Luan e Fernandinho; Barrios (Jael). Técnico: Renato Gaúcho

REAL MADRID: Navas; Carvajal, Varane, Sergio Ramos e Marcelo; Casemiro, Modric, Kroos e Isco; Cristiano Ronaldo e Benzema. Técnico: Zinedine Zidane