Para Massa, escolha de piloto da Williams tem motivação financeira

Gazeta Press

Gazeta Press
Felipe Massa deixou a Williams e a Fórmula 1 ao final da última temporada
Felipe Massa deixou a Williams e a Fórmula 1 ao final da última temporada

Um dos assuntos mais falados no mundo do automobilismo recentemente é sobre quem será o companheiro de Lance Stroll na Williams em 2018. Com a aposentadoria de Felipe Massa da Fórmula 1, a equipe ficou com uma vaga aberta e Robert Kubica era o grande favorito para substituir o brasileiro. Porém, o nome do russo Sergey Sirotkin ganhou força após os testes de Abu Dhabi e a Williams afirmou, nesta sexta-feira, que somente fará o anúncio do novo piloto em janeiro.

Em entrevista à revista Autosport, Massa disse que a escolha da escuderia passa por motivação financeira, e por isso, seja quem for o escolhido, não será surpresa. “A decisão do time será financeira, seja Kubica ou não, por isso não me surpreende. Mas não sei o que acontecerá, não me envolvo mais. Meus pensamentos estão em outro lugar agora, e não é mais na Fórmula 1”.


Quanto ao futuro de Massa, há rumores de que o piloto poderia disputar a Fórmula E. O brasileiro admitiu que há conversas com equipes, mas ressaltou que não existe nada de concreto no momento. “Estou conversando com algumas equipes, algumas pessoas, mas está tudo ainda no começo. Não há nada que posso dizer que está próximo, mas aparecerá rapidamente”.

Por fim, Massa falou sobre sua carreira e disse ter superado suas expectativas, apesar de não ter sido campeão mundial da F-1. “A única coisa que faltou foi o título mundial, mas acredito que fui o piloto brasileiro que chegou mais perto disso, dentre aqueles que não foram campeões. Não tenho nada com que me preocupar, sou um homem realizado e isso é o mais importante. Na verdade, eu fiz muito mais do que jamais imaginei, conquistei meus sonhos”, declarou.

Desfile da F1 em Londres é eleito evento esportivo do ano no Reino Unido

Foram 16 anos na Fórmula 1, disputando 269 Grandes Prêmios e vencendo 11 deles. Em 2008, Massa foi vice-campeão com um ponto a menos que Lewis Hamilton, perdendo o título na última do GP de Interlagos daquele ano.