City x Tottenham é duelo de técnicos ‘inimigos’ que dizem que jamais aceitarão Barcelona; veja os motivos

ESPN.com.br

Getty
Guardiola e Pochettino se enfrentam neste final de semana
Guardiola e Pochettino se enfrentam neste final de semana

Dono da melhor campanha da história da Premier League após 17 rodadas, o Manchester City tenta manter a sequência de vitórias e a invencibilidade contra o Tottenham, em jogo marcado para as 15h30 deste sábado, com transmissão exclusiva da ESPN Brasil e do WatchESPN.


Nos bancos de reservas, dois velhos conhecidos que são rivais desde os tempos em que calçavam as chuteiras.

Além dos dois encontros na última temporada inglesa, quando o Totenham venceu por 2 a 0 em Londres e empatou em 2 a 2 em Manchester, Pep Guardiola e Mauricio Pochettino carregam um longo histórico de confrontos entre Barcelona e Espanyol, os rivais da Catalunha.

Ex-jogador e treinador do Barça, Guardiola leva vantagem nos duelos, mas Pochettino tem alguns embates marcantes. Ele estava em campo na vitória do Espanyol por 2 a 0 em 1997, contra Pep e Ronaldo, e, em 2009,  conquistou um 0 a 0 em seu primeiro jogo como treinador do time, além de ter contra o rival a primeira vitória no cargo, por 2 a 1, enfrentado Messi, Xavi, Iniesta e companhia.

Rivais dentro e fora de campo, os dois já discutiram nesta temporada. Em outubro, Guardiola indicou o “time de Harry Kane” como um dos adversários do City na briga pelo título. Não citar o nome do clube não caiu bem com os comandados de Pochettino.

“Isso não me afeta, mas foi muito desrespeitoso para várias pessoas. Todos merecem ser reconhecidos como parte do sucesso do time. Quando muitas pessoas pegaram as palavras, consideraram muito desrespeitosas para o clube e, para vários jogadores que estão aqui, isso é bem estranho. No meu caso, eu não levei isso de uma maneira ruim”, disse o argentino.

Idolatrado no país natal e com a confiança de Pochettino, Son quer mais na Premier League: 'Estou sempre com fome'

“É difícil entender, porque ele foi parte do grande sucesso no Barcelona com o Messi em seu melhor momento, e eu nunca disse que aquele era o ‘time do Messi’. Era sempre o Barcelona ou o Pep Guardiola”, completou.

O espanhol tratou de minimizar a polêmica pouco depois, dizendo que seu inglês talvez não “fosse assim tão bom”, negando que tenha sido desrespeitoso.

“Quando disse ‘a equipe de Harry Kane’ foi devido ao fato do Harry Kane estar marcando muitos gols. Sei perfeitamente que o Tottenham não se resume apenas a Harry Kane”, declarou Guardiola.

Para Guardiola, sequência de vitórias mostra como o Manchester City é mentalmente forte

Ambos, contudo, tem algo em comum: não pensam em treinar o Barcelona.

Pochettino por motivos óbvios, da rivalidade do Espanyol, com quem tem muita identificação. Tanto que não pensou duas vezes ao responder sobre qual equipe jamais treinaria. “Não posso treinar o Barcelona”, disse de forma enfática.

Vai visitar o Big Ben? 'Fish and Tips' mostra oito estádios próximos ao ponto turístico em Londres

Já Guardiola, que marcou seu nome na história do time catalão com uma das melhores equipes de todos os tempos, disse que seu caminho por lá já chegou ao fim.

“Minha carreira no Barcelona está encerrada. Nunca voltarei a treinar o Barça”, garantiu.

O Manchester City tem 96,1% de aproveitamento, com 16 vitórias e 1 empate, somando 49 pontos. O Tottenham aparece em quarto, com 31 pontos, acumulando 9 vitórias, 4 empates e 4 derrotas.